Título está em aberto, mas Brusque tem garra, artilheiros e mentalidade exemplar

Título está em aberto, mas Brusque tem garra, artilheiros e mentalidade exemplar

João Vítor Roberge

O Brusque não deu show no primeiro jogo da final da Copa SC, mas novamente mostrou controle psicológico, disciplina e muita garra. O Marcílio Dias foi muito bem no primeiro tempo, controlando o meio-campo, mas na segunda etapa parou em Zé Carlos, na defesa brusquense e na própria falta de criatividade. O quadricolor tem três armas espetaculares, capazes de desequilibrar o jogo: Moisés, Bambam e Thiago Alagoano, com nove, oito e sete gols respectivamente. Para uma equipe que há três meses superou o Manaus diante de 45 mil pessoas, bater o Marcílio Dias em Itajaí e tendo vantagem soa mais que viável.

A lamentar

Para atrapalhar o jogo, que teve o quarto maior público do ano no Augusto Bauer, apareceram alguns valentões, que resolveram tirar satisfação com profissionais da rádio Univali/WebCatarina, em especial com o narrador, que fazia seu trabalho com viés, obviamente, pró-Marcílio Dias. Os xingamentos e ameaças tiveram resposta e uma confusão foi instaurada no setor das cadeiras. E é questionável o uso de gás de pimenta por parte da Polícia Militar durante tumulto na geral.

Treinamento especial

A equipe Sub-15 da AD Brusque recebeu, na quinta-feira, 7, uma sessão de treinamentos especiais com o veterano técnico Marcos Sharp, campeão brasileiro e com experiências na Argentina e no Canadá. O convite foi feito pelo treinador da equipe, Daniel de Paula. “Foi ele que me iniciou no basquete. Pedi uma orientação para nossa equipe, ele sabe todos os caminhos. O grupo é novo, e a ideia é apresentar estilos e escolas diferentes de jogo, com modos diferentes de trabalho”, comenta.

Foto: Família Loos/Acervo pessoal

Desfile em kart

O registro postado recentemente pelo pessoal do Brusque Memória mostra integrantes do Kart Clube de Brusque em desfile no aniversário do município em 4 de agosto de 1983, buscando apoio para a construção da pista própria que viria a ser realidade 13 anos depois. No macacão laranja, o piloto Klaus Peter Loos. Atualmente, a entidade planeja a construção de uma pista de padrões internacionais no Complexo Chico Wehmuth. Quer compartilhar uma memória do esporte? Envie um e-mail com descrição da imagem e assunto “Memória do Esporte” para joao@omunicipio.com.br

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo