Torcedores fazem fila para comprar ingressos para o jogo entre Brusque e Corinthians

Praça de alimentação da Havan foi tomada por torcedores

Torcedores fazem fila para comprar ingressos para o jogo entre Brusque e Corinthians

Praça de alimentação da Havan foi tomada por torcedores

Embora a venda de ingressos para Corinthians e Brusque, marcado para o dia 1º de março, às 21h45, no estádio Augusto Bauer, inicie-se apenas às 13h desta quinta-feira, 23, filas se formaram desde cedo na praça de alimentação da Havan.

URGENTE: Piloto brusquense morre em queda de avião em Garuva, no Norte catarinense

Por volta de 10h, ou seja, três horas antes da abertura dos guichês, já havia centenas de torcedores na fila. A segurança da loja teve, inclusive, de organizar a fila para evitar problemas. O movimento é intenso na matriz da Havan, o único local de vendas, tanto de tíquetes para visitantes quanto para mandantes. Não haverá venda online.

Gustavo Afonso Gums, 29 anos, foi prevenido e chegou às 7h na Havan. Ele foi o primeiro da fila. Ainda que seja natural de Brusque, ele é torcedor fiel do Corinthians. “Eu não acompanho muito o jogo do Brusque”, conta.

Para ele, não há como ficar em cima do muro, mesmo sendo contra o Brusque. “Todo mundo sabe que quem é corintiano é só corintiano”, afirma. Ele foi comprar ingressos também para o pai, que é vascaíno e torcerá pelo quadricolor.

Matou aula

A adolescente Naiara Tomas, 13 anos, matou aula para ir comprar os ingressos para ela e para o tio. Ela torce para o Corinthians e diz que “matar aula” valeu a pena para acompanhar o Timão. Mas a jovem diz que não vai ficar triste se os paulistas perderem, já que ela é brusquense.

De longe

Gelásio Kuczkowski acordou cedo e saiu às 7h de Massaranduba, no Norte de Santa Catarina. Ele percorreu 76 quilômetros, em cerca de 2 horas, para garantir um ingresso para ver o Corinthians.
Ele acredita numa vitória por 2 a 0 para Timão. Mas sabendo de como está a situação do Corinthians, com altos e baixos na temporada, Gelásio está precavido para uma eliminação. “Jogo é jogo”, resume ele, com um ditado popular.


 

O que sabemos até agora

Quantidade de ingressos
– Serão 4 mil ingressos, sendo que cerca de 500, na arquibancada descoberta, para a torcida corintiana

Vendas
– A venda acontece a partir desta quinta-feira, às 13 horas, em posto de venda localizado na praça de alimentação da Havan; tanto ingressos para a torcida do Brusque quanto para a do Corinthians serão vendidos neste local;

Forma de pagamento
Conforme a diretoria do Brusque, a compra do ingresso será feita somente mediante pagamento em dinheiro, sem possibilidade de uso de cartão de crédito e débito;

Preço
O setor geral descoberto custa R$ 100, a arquibancada coberta R$ 150 e as cadeiras R$ 200. O presidente do Brusque diz que será permitida, a princípio, a compra de até dois ingressos por pessoa. Mas poderá ser, no máximo, três. O clube aguarda a chegada dos ingressos hoje pela manhã, quando irá bater o martelo sobre essa questão;

Divisão entre torcidas
A direção do Brusque diz que serão disponibilizados entre 400 a 500 ingressos para os corintianos, a princípio, que é o que preconiza a CBF (10% da capacidade do estádio para o time visitante). Mas isso será definido após contato com a diretoria do time paulista, a ser feito nesta quinta-feira pela manhã.

Ingressos cortesia
Segundo o presidente do Brusque, os ingressos cortesia, distribuídos anteriormente para os jogos do Brusque, não valem para essa partida. Ele afirma que o clube já está se sacrificando bastante financeiramente, ao não levar o jogo para outra cidade, e por isso pede a colaboração do torcedor;

Indefinições
Outras informações serão repassadas pela diretoria do Brusque FC, após reunião com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio