Neste Dia do Trabalhador, O Município conta, através do especial Volta por cima, histórias de trabalhadoras que mudaram de profissão por conta da pandemia da Covid-19. Devido à crise causada pelo novo coronavírus, elas foram demitidas e tiveram que mudar de profissão para conseguir um novo emprego.

Tatiana Amélia Brandt, 41 anos, era vendedora e agora é manicure. Já Iolanda Pereira, 51 anos, deixou de ser operadora de caixa e virou auxiliar de professor.

Confira as reportagens:

“Descobri uma nova paixão”, diz brusquense que mudou de operadora de caixa para auxiliar de professora

De vendedora a manicure: moradora de Brusque descobre nova profissão após demissão na pandemia

Deixe uma resposta