Zumba virou febre em Brusque

A modalidade é uma das aulas mais procuradas por pessoas que querem perder peso

Zumba virou febre em Brusque

A modalidade é uma das aulas mais procuradas por pessoas que querem perder peso

A mistura de ritmos e o dinamismo são apenas dois fatores que fazem lotar as salas de aula de algumas academias. A zumba, uma aula que alia dança aeróbica com ginástica, tem conquistado cada vez mais adeptos nas academias de Brusque. Muitos deles se interessam pelas aulas com a promessa de uma alta queima calórica, como afirma a professora da academia CCN, Franciele Teixeira Gonçalves, que dá aula de zumba há quase dois anos. “A CCN foi a primeira academia da cidade a colocar zumba. Quando iniciamos foi aquela explosão: se falava em uma aula que emagrecia mil calorias e isso atraiu muito as mulheres. Uma aula de zumba bem feita emagrece mesmo e a consequência são turmas sempre lotadas e a procura sempre é grande”.

O técnico de Lazer do Sesc, Fábio Bissacoti Rodrigues, afirma que para queimar em torno de mil calorias em uma aula de 50 minutos vai depender do metabolismo, condicionamento físico e da intensidade da aula. Por esse motivo, as três turmas atuais do Sesc estão lotadas e há uma fila de espera de aproximadamente cem pessoas, o que levou à necessidade de capacitação de novos professores e novas turmas: duas irão iniciar em agosto.

Emagrecimento e diversão

Esses foram os principais motivos que levaram Daiane Mara Viesenteiner Heil e Érica Fonseca de Souza Heil a fazer uma aula experimental na CCN. “Acredito que seja um exercício mais descontraído. Não é aquele movimento repetitivo de pegar peso, como na musculação. É algo mais agradável para fazer e está mais em alta para emagrecimento”, diz Daiane. Érica concorda. “Para ajudar no gingado também deve ser bom. É uma aula em que se gasta caloria sem tanto sofrimento. Esperamos gostar e nos sentirmos bem para continuarmos”.

A zumba é uma mistura de diversos ritmos – entre eles, o latino – como flamenco, reggaeton, salsa, merengue e cúmbia. É possível também encontrar hip hop, pop, rap, dança do ventre, dança africana, axé, samba e pagode. Essa diversidade de ritmos aliada à uma grande quantidade de passos faz da aula um exercício prazeroso de fazer e a professora Franciele garante: não é preciso ser um ‘expert’ em dança ou em coordenação motora para acompanhar a turma. “A aula de zumba é muito animada. Sempre diversifico nas músicas e nas coreografias para que a aluna não enjoe e tenha vontade de vir para a próxima. A maioria das mulheres vem preocupada por causa da coordenação motora, mas isso é bobagem. É preciso ter uma noção e o importante é não desistir. Nas primeiras aulas é normal ficar um pouco perdida, mas depois decora o passo com naturalidade”.

Dedicação e força de vontade

A assistente de importação Jéssica Rocha mora em Guabiruba e vem quatro vezes por semana para Brusque para fazer academia. Dentro de sete meses, a aluna perdeu em torno de 10 quilos e diz que a fórmula está baseada em um tripé. “Queria emagrecer e consegui com a zumba, a musculação e uma boa alimentação, tudo isso aliado à dedicação e força de vontade”.

A analista de negócios Tatiane Vargas Grignani diz que sempre gostou de dança e encontrou na zumba uma forma de aliar isso à prática de exercícios físicos. “Essa mistura me interessa muito, além de ajudar no condicionamento físico e na queima de calorias. O bom da zumba é que ela trabalha todo o corpo, principalmente, pernas, glúteos e abdômen, o que deixa um corpo bonito, desenhado e natural. É uma coisa que eu gosto de fazer e não abro mão de comparecer às aulas”.

As alunas comentam que a zumba também é uma forma de terapia, pois se sentem “renovada” a cada fim de aula. Um dos motivos é pela animação e empolgação da professora. “A professora é contagiante e é isso que motiva a gente. Se ela demonstra que gosta do que faz, fica mais fácil e passa mais vontade para nós”, diz Jéssica. Essa é mais uma das peculiaridades da zumba, afirma Rodrigues. “A aula está muito relacionada ao professor. Não adianta a aula ser ótima e fazer bem para a saúde, se não ter um professor que seja cativante e empolgue”.

 

Outros benefícios

Além do emagrecimento, a zumba promove outros tipos de benefícios. “É uma atividade aeróbica que combina ritmos rápidos e lentos o que acaba promovendo uma mistura balanceada, acarretando a melhora do condicionamento cardiorrespiratório, sistema cardiovascular, melhora no equilíbrio, tonificação muscular, melhora no humor, metabolismo, além de fortalecer ossos e musculatura”, diz Rodrigues.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio