+

Ainda em busca de orçamento, Abel Moda Vôlei confirma participação na Superliga A

Havan segue como patrocinadora master, mas equipe ainda tenta alcançar os R$ 3 milhões para ser competitiva

Ainda em busca de orçamento, Abel Moda Vôlei confirma participação na Superliga A

Havan segue como patrocinadora master, mas equipe ainda tenta alcançar os R$ 3 milhões para ser competitiva

A Abel Moda Vôlei confirmou a participação na Superliga A 2024-25, ao anunciar a renovação do patrocínio da Havan. O time brusquense disputou a competição em 2022-23, quando foi rebaixado, e retornou à elite do vôlei nacional sendo vice-campeão da Superliga B. A competição tem início previsto para outubro, após o Campeonato Catarinense.

Foi traçada uma meta de R$ 3 milhões de orçamento para que a Abel Moda Vôlei possa disputar a Superliga de forma competitiva, conseguindo lutar pela manutenção para a temporada 2025-26. Em 2022-23, quando caiu sem vencer uma partida, a equipe teve orçamento que mal chegou a R$ 500 mil.

A renovação com a Havan representa um avanço aos valores aplicados pela empresa na Superliga B. O apoio foi fundamental para decidir pela participação na elite. Ainda assim, a distância para os R$ 3 milhões é grande. O cenário atual não tem permitido construir um elenco de nível superior ao que jogou a Superliga B, que permita brigar de igual para igual na luta pela permanência.

Do elenco vice-campeão da Superliga B, já há algumas saídas confirmadas pelo técnico Maurício Thomas. É o caso das levantadoras Marina e Sofhia, que acertaram com o Brasília e com a Chapecoense/Unoesc, respectivamente. A oposta Jaqueline, um dos principais destaques, vai para o Maringá-PR. A central Levara teve Leticya.

As ponteiras Anna Sampaio e Manu foram as primeiras jogadoras com renovação de contrato confirmada. Outra atleta prestes a ter a permanência anunciada é a central Letycia. Há também a primeira novidade para 2023-24: a levantadora Ana Paula Nunes, que disputou a temporada 2023-24 da Superliga pelo Bluvolei.

Enquanto muitos elencos já estão fechados para a próxima temporada, a Abel Moda segue trabalhando na construção do seu. Ao mesmo tempo, corre atrás do orçamento necessário.

“A luta é grande, precisa de apoio. O retorno [às empresas em publicidade] é gigantesco, é o esporte mais vitorioso do Brasil. E Brusque perto das outras cidades que disputam, é uma gota. Rio de Janeiro tem dois times, São Paulo tem dois, Minas Gerais tem mais três. E somos uma cidade de 140 mil habitantes no meio deles. É necessário entender a grandeza disto”, afirma Thomas, em chamado por mais investimento da equipe.

No ano que estreou, em 2021, a Abel Moda Vôlei conquistou Superliga C, Campeonato Catarinense, e Jogos Abertos de Santa Catarina. Em 2022 e 2024, conquistou acessos à Superliga A.

“Conseguimos fazer Santa Catarina ser respeitada novamente na modalidade de vôlei. Um marketing de valor incalculável para nosso estado. Porém, precisamos de mais empresas nos apoiando. Aproveito para agradecer, e muito, os nossos atuais patrocinadores.”

Entre os patrocinadores e apoiadores da Abel Moda Vôlei, estão Transben, Unifebe, Prefeitura de Brusque, Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), Azambuja Mais, Florisa Tinturaria, Zen, ATL Fitness, Dragon’s Land Academia e os restaurantes Simon’s, Montibeller, Donna Dunna, Mr. Grill, Caça e Tiro Ipiranga, Saragoça, Espeto de Prata, Portal do Sabor, Apiúna, Free Dom, Gruta, Degustus’s, Nido e Panelaço.


Assista agora mesmo!

Voluntária do CVV de Brusque conta como é a rotina de quem ajuda a evitar tentativas de suicídio:


Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo