Alunas do EuroFashion retornam de experiência na Europa

Estudantes devem aplicar em Brusque o que aprenderam em cursos e conferências no exterior

Alunas do EuroFashion retornam de experiência na Europa

Estudantes devem aplicar em Brusque o que aprenderam em cursos e conferências no exterior

Depois de uma semana enfrentando as frias temperaturas da Europa, as alunas do curso EuroFashion, promovido pelo Centro Universitário de Brusque (Unifebe), em parceria com a Universidade de Santa Catarina (Udesc), retornaram nesta terça-feira, 28. Durante esses dias, elas participaram de cursos e conferências de moda e estudam como essa experiência pode ser aplicada no mercado de moda em Brusque.

“Esse foi nosso maior objetivo, trazer tudo o que aprendemos para cá. Brusque é o berço da indústria têxtil em Santa Catarina, temos um mercado de moda muito rico, nada melhor que aplicar o que aprendemos lá, aqui na cidade”, explica a coordenadora do curso de Design de Moda da Unifebe, Edinéia da Silva Pereira Betta.

No total, 20 pessoas foram ao EuroFashion, entre alunas da Unifebe e a Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC). Os custos da viagem ficaram por conta das estudantes, mas a universidade de Brusque viabilizou um convênio com os cursos, diminuindo o valor da inscrição. “Além da experiência de mercado, percebemos também a metodologia de ensino deles, algo que podemos aplicar também aqui na Universidade”, revela Edinéia.

“Foi um momento incrível, aprendemos muito lá. Tudo lá é motivo de inspiração. Por isso, conhecendo melhor esse meio fashion posso trazer algumas tendências para a minha loja. A Europa dita tendências no mundo inteiro e ver isso antes mesmo dessas modas chegarem ao Brasil, é muito bom”, revela a empresária Tainara Amorin dos Santos.
Mesmo não fazendo parte do mundo da moda, Aline Murielle Lussolli, de 24 anos, aproveitou o convite de uma amiga e foi conferir os cursos e aulas oferecidas na Europa. “Foi uma experiência sem igual. Muito enriquecedor, me fez admirar ainda mais as pessoas que trabalham nesse meio”, declara.

Roteiro de viagem

Depois de quase 24h de viagem, o grupo chegou a Milão, na Itália, no domingo, 19 de outubro. Na terça-feira, 21, as alunas assistiram a conferência “Scrivere La Moda – o discurso do Fashion Design”, em Veneza, na Itália, que abordou a moda europeia e a construção da imagem de importantes estilistas por meio do lançamento de autobiografias.
As alunas realizaram pesquisa de tendência nas lojas localizadas no Quadrilátero de Ouro – conjunto de ruas em que as grifes mais conhecidas do mundo disputam a atenção de quem circula pelo local. O local abriga marcas como Versace, Dior, Prada e Valentino, entre outros nomes da alta costura.

Na manhã de quinta-feira, 23, o grupo chegou na França e teve aula de tendência na ESMOD, a primeira escola de moda do mundo, criada em 1841. As alunas também assistiram a uma conferência no Instituto Francês da Moda.

Depois da Universidade IUAV di Venezia e da Escola ESMOD, na sexta-feira, 24, foi a vez do Instituto Francês da Moda (Institut Français de la Mode) receber o grupo. Durante a manhã, as estudantes assistiram à palestra “Paris, as Fashion capital” com o professor Andrew Brown, que fez uma retrospectiva do processo de transformação vivido pela alta costura e o sistema de moda francês relacionado com o sistema mundial.

No sábado, 25, integrantes do do EuroFashion/UNIFEBE estudaram história no Palácio de Versalhes. Acompanhadas do historiador italiano, Pierre Marie, as alunas conheceram o castelo localizado no subúrbio de Paris.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio