AmpeBr cria núcleo para empresas de confecção

Primeira reunião contou com a presença de 20 empresários do segmento

AmpeBr cria núcleo para empresas de confecção

Primeira reunião contou com a presença de 20 empresários do segmento

A Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e região (AmpeBr) deu mais um passo em termos de associativismo na noite de quinta-feira, 14. Isso porque foi realizada a primeira reunião do Núcleo das Empresas de Confecção. O encontro contou com a participação de integrantes da diretoria da AmpeBr e de cerca de 20 empresários do segmento, associadas a entidade.

Na oportunidade, o consultor do Sebrae-SC, Mário Augusto São Thiago falou sobre a importância da união das empresas, bem como sobre o funcionamento dos núcleos, desde a necessidade de um planejamento estratégico até a identificação de problemas comuns e soluções que precisam ser encontradas em conjunto. “Sempre que há grupos de empresários de um ou mais segmentos que se unem com interesse de ampliar a capacidade competitiva, melhorar o ambiente empresarial de negócios, e a gestão, o Sebrae estará atuando, pois sempre temos interesse de apoiar e estimular esse embrião do associativismo, que são os núcleos setoriais”, declarou o consultor.

Avaliação positiva
Esse foi o terceiro núcleo setorial criado pela AmpeBr, que já possui o núcleo de Mulheres Empresárias e o de Jovens Empreendedores. Para o presidente da AmpeBr, Luiz Carlos Rosin, a boa adesão dos empresários no primeiro encontro já foi um sinal positivo para o início do Núcleo de Confecções. “Vimos que o grupo já tem foco para buscar soluções comuns e é dessa forma que a pequena e média empresa se fortalece”, disse.

Segundo o presidente, a ideia da entidade é criar novos núcleos ainda este ano, nos mais variados segmentos das micro e pequenas empresas, desde a área de gastronomia até vídeos e sons. “A intenção é para que a micro e pequena empresa possa se fortalecer, independente se ela for associada à AmpeBr ou não. Então, convidamos os empresários do segmento, que estejam interessados, também para participar”, completou Rosin.

O diretor de Núcleos da AmpeBr, Silvio César Gonçalves, também destacou a importância da união das micro e pequenas empresas do setor têxtil, o que, segundo ele também deverá impulsionar à criação de novos grupos dentro deste. “Acredito que a tendência também é que o núcleo têxtil possa se subdividir em outros núcleos, como o do setor de moda íntima, camisaria, entre outros. E esse associativismo dentro do associativismo é a mais pura forma de cooperação de associados em uma entidade como a AmpeBr. Por isso estamos muito satisfeitos e temos certeza que os empresários que estiveram aqui também”, frisou.

Boas expectativas

O empresário Luciano Spengler, da Dog Cocker, foi um dos que participou da reunião, e demonstrou grande interesse em integrar o Núcleo das Empresas de Confecção da AmpeBr.

“Acredito que o problema de um é o problema de todos e essa conversa em grupo, essa troca de experiências, vai permitir trabalharmos da melhor forma possíveis. Temos muito o que crescer e evoluir, tanto em mercado, quanto em produto, como de forma pessoal e esse é um caminho”, comentou.

A próxima reunião do núcleo acontece dia 19 de maio, às 19 horas na sede da AmpeBr, onde serão definidos o estatuto do grupo, os coordenadores, bem como o levantamento de necessidades comuns entre os empresários.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio