Auditório da paróquia São Luis Gonzaga passará por reforma nos próximos meses

Reestruturação será feita em três etapas: estrutura física, som e climatização e cadeiras

Auditório da paróquia São Luis Gonzaga passará por reforma nos próximos meses

Reestruturação será feita em três etapas: estrutura física, som e climatização e cadeiras

  • Por Daiane Benso
  • 6:30
  • Atualizado às 17:45
  • +A-A

O auditório da paróquia São Luis Gonzaga, no Centro de Brusque, passará por reforma nos próximos meses. A reestruturação será realizada em três partes: estrutura física, som e climatização e cadeiras. Hoje, o espaço que abriga 430 pessoas apresenta condições muito simples e não consegue oferecer uma boa qualidade a quem o usa.

O projeto de reforma, que provavelmente iniciará no fim de setembro ou começo de outubro, contemplará o auditório em forma de anfiteatro, no qual será mudado a estrutura do palco, forro, poltronas, som, iluminação, climatização e acessibilidade.

Atualmente diversas atividades ocorrem no espaço, que foi concluído em 2001, desde formações de pastorais, retiros e alguns eventos fora do campo religioso realizados por outras entidades.

Conforme o padre Magnos José Baron Caneppele, pároco da matriz, neste momento se está na fase de fechar o projeto e de orçamento. No entanto, acredita-se que o investimento será de R$ 450 a R$ 500 mil. O custo maior será com as cadeiras, que são 430 e precisam ser de boa qualidade.

“Por isso nossa prudência em pensar a reforma em três etapas, visto o alto custo. Os recursos para essa reforma vêm da comunidade paroquial (comunidades, pastorais e movimentos), além da festa de São Luis Gonzaga, da ação entre amigos (que será sorteada em agosto) e de doações”, diz o padre.

Ele afirma que não é simples implementar o projeto. No entanto, no entendimento da Coordenação Paroquial de Pastoral e do Conselho Econômico, é preciso encarar o desafio e fazer algo “digno para a cidade”. “Queremos oferecer algo de qualidade e que sirva a todos”.

Necessidade
O padre conta que a reforma é uma necessidade e uma cobrança da comunidade e que fazia bastante tempo que se pensava em fazer essa mudança. Segundo ele, o auditório utilizado atualmente há limitações. “Ano passado começamos a planejar essa reforma, primeiro pensando em como arrecadar recursos, quais os melhores meios. Fazem dois meses que estamos trabalhando no projeto”.

O anfiteatro será destinado a várias atividades. O principal foco é a necessidade religiosa, mas também o espaço será aberto para outras atividades e públicos, conforme a necessidade da comunidade de Brusque.

Quanto ao tempo, o pároco diz que é difícil precisar sua conclusão, mas estima que levará de um ano e meio a dois. Neste tempo, as atividades que acontecem no auditório serão reorganizadas e algumas precisarão de uma pausa momentânea, já outras serão direcionadas para o salão paroquial.

Para o padre, Brusque necessita de um espaço amplo, com bom estacionamento e acredita que juntando esforços, a tarefa será concluída mais rápido. “Com toda certeza será um espaço que virá para suprir uma carência de espaço para realizar alguns eventos um pouco maiores. Acreditamos que o espaço de 430 lugares ajudará em muito”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio