Bruscão empata com Atlético Paranaense Sub-19 em jogo-treino visando Série D

Quadricolor dominou a partida, teve as melhores chances e sofreu poucos sufocos com ataque rubro-negro

Bruscão empata com Atlético Paranaense Sub-19 em jogo-treino visando Série D

Quadricolor dominou a partida, teve as melhores chances e sofreu poucos sufocos com ataque rubro-negro

Em mais um jogo-treino visando o Campeonato Brasileiro da Série D, o Brusque ficou no empate em 0 a 0 com a equipe Sub-19 do Atlético Paranaense. A partida foi realizada na manhã de sábado, 14, e contou com a presença de torcedores no Centro de Treinamento Rolf Erbe.

Sem sofrer muitos sufocos na defesa, o Bruscão dominou a partida, teve mais posse de bola e ainda chances claras de gol, mas não conseguiu colocar a bola na rede. Pingo aproveitou para rodar bem o elenco, e realizou sete substituições. O time que começou jogando contou com: Julio Cézar; Edilson, Cleyton, Neguete e China; Valkenedy, Adãozinho, Zé Mateus e Jean Dias; Jefferson Renan e Hélio Paraíba.

Mostrou satisfação
Após este que foi o segundo jogo-treino da preparação para a Série D – no primeiro, vitória do Bruscão por 2 a 0 – o técnico Pingo não escondeu a satisfação. Para ele, o grupo vem cumprindo bem os pedidos e as propostas de treinamento. “Houve uma evolução muito grande. É uma equipe que chega com rapidez no ataque, a transição flui muito. Gostei muito mesmo, fiquei feliz com o desempenho das partes tática e física”.

Em particular, Pingo elogiou a defesa, já que nas duas partidas o time não sofreu gol. “Além de manter esse bom número, foram pouquíssimas as chances dos adversários. Neste jogo houve um lance apenas. Sinal de que o trabalho defensivo vem sendo importante”. O time agora se prepara para o primeiro desafio real na Série D, que será o jogo de estreia contra o São José (RS) no próximo sábado, 21, no Rio Grande do Sul.

Chegada do artilheiro

Lima não jogou, mas correu no campo 2 do CT. Foto: Cristóvão Vieira

Artilheiro do Campeonato Catarinense, Lima, nova contratação do Bruscão, não entrou na partida, mas correu no gramado ao lado junto com o novo zagueiro, Rodrigo, e Eurico, volante que voltou de empréstimo. No segundo tempo ele pôde acompanhar o confronto e afirmou que gostou do que viu. “É um time de marcação. Isso que o Pingo pede para a gente, buscar a bola já desde o ataque, isso é importante para nós”.

O ‘Limatador’, como é conhecido, tem convicção de que o elenco formado para esse Brasileirão da Série D tem condições de competir com qualquer time de igual para igual. “A expectativa é boa, é um elenco bom. Temos grande possibilidade de subir pelo que venho acompanhando dos demais clubes da competição”, afirmou.

Talento brusquense do lado de lá
O brusquense Allan Roden foi o goleiro do Atlético-PR primeiro tempo da partida, e defendeu bem a equipe. No Furacão desde o Sub-16, pôde ser acompanhado pela família no CT Rolf Erbe. “Meus pais vieram, acompanharam o jogo e acho que consegui poder mostrar meu futebol novamente para eles aí”.

Preparando-se para uma competição no exterior e na sequência o Paranaense Sub-20, Roden aprovou o desempenho do time contra o Brusque. “É uma oportunidade boa. Cheguei no Atlético graças ao meu trabalho. Jogar aqui contra a equipe profissional do Brusque foi importante. Demos o nosso melhor hoje em campo”.

A partida
No primeiro tempo o Bruscão teve dificuldades de entrar na área. Bem entrosado, o elenco Sub-19 do Furacão foi forte defensivamente, e com isso conseguia matar as subidas do time da casa. O jeito foi arriscar na bola parada. Em uma cobrança de escanteio, a bola foi tirada e sobrou com Zé Mateus, que mostrou qualidade ao dominar e mandar um belo chute para a defesa do goleiro.

Pouco depois, também em escanteio bem cobrado por Jean Dias, Hélio Paraíba testou cruzado e a bola passou muito perto. O Atlético teve uma boa chance após saída equivocada do Brusque, e o zagueiro Cleyton precisou salvar dividindo com o atacante adversário.

Já na segunda etapa, o Bruscão teve domínio completo. A entrada de Safira deu mais fluidez no meio-de-campo. O próprio meia acertou um chute de rara felicidade, que ganhou curva e foi bater no travessão. Na sequência, em bela jogada do ataque quadricolor, Wilson Junior, que entrou no lugar de Jefferson Renan, ficou sozinho na frente do gol, mas na hora de finalizar o goleiro conseguiu abafar.

A outra chance importante foi a cabeçada de Hyago, zagueiro que entrou no segundo tempo, comprovando que tem qualidade na finalização. Além de Hyago, Wilson Junior e Safira, entraram na etapa final Tiago Pará, Zé Lucas, Dida e Carlos Alberto.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio