Brusque contará com mais duas hortas comunitárias em 2017

Limeira e Santa Terezinha receberão o programa neste segundo semestre

Brusque contará com mais duas hortas comunitárias em 2017

Limeira e Santa Terezinha receberão o programa neste segundo semestre

Brusque ganhará mais duas hortas comunitárias neste segundo semestre, nos bairros Limeira e Santa Terezinha. Atualmente o município já conta com uma, implantada no ano passado nas dependências da Associação de Moradores do bairro Santa Rita, onde 30 famílias estão cadastradas.

A ideia da horta comunitária no Limeira partiu da agente comunitária Ana Sílvia de Abreu, que desde fevereiro tem observado que um terreno de área verde, na rua Rotary Club, no Loteamento Habitacional Prefeito Cyro Gevaerd, tem capacidade para comportar o projeto. A Prefeitura de Brusque já autorizou o uso da área pública.

O terreno, de 325 metros quadrados, ainda está repleto de vegetação e depende da intervenção da Secretaria de Obras. No passado, a área pertencia a uma família que teve a casa interditada devido a um desmoronamento e já foi indenizada. Desta forma, o espaço tornou-se área verde e estava sem utilidade.

Horta comunitária no Limeira será implantada na rua Rotary Club, no Loteamento Habitacional Prefeito Cyro Gevaerd /Ana Sílvia de Abreu/Divulgação

“Como eu trabalho de agente comunitária na Unidade Básica de Saúde Limeira e ando bastante pelo bairro, observei que essa área poderia ser aproveitada e trazer benefícios para o bairro”, diz Ana.

Neste momento ela está elaborando o projeto e o mapeamento para saber quantas famílias pretendem aderir ao projeto. Após essa etapa, a Fundema fará vistoria da área, cadastramento oficial dos interessados, e posteriormente a Secretaria de Obras fará as modificações para adequá-lo à horta.

Ana acredita que até setembro, mês que considera propício ao plantio, os primeiros canteiros serão semeados. Para ela, a implantação da horta trará vários benefícios para a comunidade.

“O projeto proporcionará integração social das pessoas por meio de terapia ocupacional, fitoterapia para incentivar e retomar o uso de plantas medicinais no dia a dia, além de agregar a busca de alimentação saudável, sem uso de agrotóxicos”, diz Ana. Além disso, para ela, com a limpeza da área o local ficará livre de animais peçonhentos.

Santa Terezinha
A outra horta comunitária, conforme a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema), será instalada no Santa Terezinha, próximo ao Centro Universitário de Brusque (Unifebe). O terreno é público e não tem nenhuma vegetação atualmente. Sua extensão é de aproximadamente 700 metros quadrados.

Santa Rita
A primeira horta comunitária de Brusque foi implantada no começo de 2016. O local de aproximadamente 350 metros quadrados foi oferecido pela Associação de Moradores do bairro, no qual compartilham verduras, chás, temperos e hortaliças. Hoje, 30 famílias estão cadastradas.

O diretor financeiro da associação e idealizador da horta, Jorci da Silva, conta que após um ano o projeto é um sucesso. Ele diz que semanalmente as famílias se revezam para o plantio. No entanto, o grupo ainda depende de um espaço para guardar as ferramentas.

Ele acredita que o projeto resgata um ensinamento antigo das famílias de Brusque, que é o de partilhar. “Há alguns meses plantamos aipim, deu mais de 700 quilos, dividimos entre todas as famílias e também partilhamos com amigos e com o restante da comunidade. Ter uma horta comunitária resgata algo bonito do passado, de doar e partilhar com todos”, destaca.

O superintendente da Fundema, Cristino Olinger, afirma que a horta do Santa Rita funciona bem e que as famílias estão contentes. Ele explica que a preferência pelo plantio é dos moradores do bairro, mas que se houver disponibilidade, pessoas de outros bairros podem se inscrever.

“O horta é de suma importância, pois além de dar uma alimentação de qualidade para as famílias, proporciona integração entre os moradores. Muitos moram em apartamento e não têm contato com os vizinhos e assim acabam tendo este tipo de relacionamento. O projeto integra tanto o lado sustentável como social”, afirma.

O projeto
Sustentabilidade, reaproveitamento de áreas públicas, geração de alimentos saudáveis, auxílio na integração entre membros da mesma comunidade são os principais objetivos das hortas comunitárias.

O plantio é realizado pelas famílias cadastradas com as mudas e sementes disponibilizadas pelos organizadores do projeto, no casos, o órgão público. Dentre as hortaliças estão raízes e bulbos, como alface, couve, almeirão, chicória, rúcula, espinafre, cenoura, beterraba, rabanete, mandioquinha-salsa, alho, cebola, entre outras.

A irrigação e o manejo dos canteiros fica a cargo dos familiares cadastrados. O insumo para a adubação inicial é disponibilizada pela Fundema.

Como participar
As famílias interessadas em participar do projeto devem entrar em contato com a Fundema, por meio dos telefones 3355-6193 e 8873-1826, ou com a Associação de Moradores do respectivo bairro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio