Calor intenso foi acompanhado por ventos fortes e estragos em Brusque e região

Fenômeno ocorreu no fim da tarde de sexta- feira, 7, e atingiu principalmente os bairros Zantão, Águas Claras, Santa Luzia e Claraíba

Calor intenso foi acompanhado por ventos fortes e estragos em Brusque e região

Fenômeno ocorreu no fim da tarde de sexta- feira, 7, e atingiu principalmente os bairros Zantão, Águas Claras, Santa Luzia e Claraíba

O sábado, 8 de dezembro, serviu para os moradores de Brusque e região recuperarem
os estragos causados pela ventania seguida da rápida chuva que atingiu o Vale
do Itajaí-Mirim no fim da tarde de sexta-feira, 7. 


A tempestade que se formou foi acompanhada pelo vento forte que destelhou
casas, danificou a cobertura de um posto de combustível e atingiu uma garagem
de automóveis. As localidades mais afetadas pelo fenômeno foram os bairros
Zantão, Águas Claras, Santa Luzia e Claraíba, na divisa entre Brusque e Nova
Trento.


Calor recorde em Santa Catarina

O forte calor de sexta-feira, 7, deixou registradas
temperaturas altas na maior parte de Santa Catarina, com máximas acima de 38°C.
No Vale do Itajaí, Blumenau registrou a maior temperatura do Estado: 40,7°C – quebrando
o recorde anterior que era de 39,9°C de 23 de dezembro de 2011.

Brusque fica fora dos registros porque não existe na cidade a estação
meteorológica mantida pela Epagri. Porém, é possível entender que o calor
acompanhou as cidades vizinhas. Além de Blumenau, Itajaí também registrou temperatura
elevadas, ficando com 38,2°C – somente 0,2°C a menos do que o recorde da cidade
registrado em 13 de dezembro de 1994.

De acordo com a Epagri, as temperaturas oficiais são medidas à sombra, em
abrigos padronizados pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) enquanto os
termômetros de rua ficam expostos ao sol e vento, podendo ter marcado
temperaturas mais altas do que as citadas nesta matéria.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio