Com desvalorização do real, Ampebr pretende retomar projeto de exportação

Micro e pequenos empresários de Brusque e região se reuniram nesta semana para tratar do assunto

Com desvalorização do real, Ampebr pretende retomar projeto de exportação

Micro e pequenos empresários de Brusque e região se reuniram nesta semana para tratar do assunto

Cerca de 20 empresários que fazem parte da Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (Ampebr) estiveram reunidos na noite de quinta-feira, 4, para discutir sobre o projeto de Exportação que deverá ser retomado pela entidade.

O encontro teve como objetivo trocar ideias, esclarecer dúvidas e ver as possibilidades atuais de mercado, assim como desenvolver um planejamento estratégico, para que as micro e pequenas empresas da região possam voltar a vender seus produtos para outros países.

A Ampebr há alguns anos já realizou exportações para países como Paraguai, Uruguai, Argentina, Estados Unidos, República Dominicana, Panamá, Cuba, entre outros e, de acordo com o presidente da entidade, Luiz Carlos Rosin, a ideia é retomar o trabalho. “Como tivemos um período em que o Real estava muito valorizado, inviabilizou a exportação. Entretanto com a atual situação econômica, o cenário de exportação pode ser uma excelente oportunidade para algumas das nossas empresas”.

A reunião contou com a participação de empresários que já tiveram experiências com o processo de venda para clientes de outros países, bem como os que acompanham o mercado atual, que deram sugestões, falaram sobre demandas, processos, facilidades e dificuldades da exportação de seus produtos, e sobre possíveis propostas de ações de mercado, que podem dar certo.

Com a reunião, também foi discutida a possibilidade de reativar o antigo Pronex, projeto criado pela entidade, semelhante a uma empresa com os produtos de seus associados, voltada para a exportação e que deverá facilitar os processos de vendas no exterior para as micro e pequenas empresas, em especial o burocrático, exigido nos países estrangeiros.

Para o diretor de Exportação da Ampebr, Aderbal Montibeller, este foi o primeiro passo para a ampliação do mercado. “Esta foi a primeira reunião, até para vermos quem tem interesse em se associar. Fizemos alguns contatos e a ideia é realizaremos exportações inicialmente para a América Latina e depois expandir para os Estados Unidos”.

Troca de experiências
Além do grupo de empresários associados, o encontro contou ainda com a presença do administrador da empresa Buettner S.A e da Buettner USA, Diogo Marchewsky, que na oportunidade falou sobre a experiência da empresa brusquense que possui um depósito instalado na região da Flórida, nos Estados Unidos, voltado para a exportação de seus produtos. “Já participamos de duas feiras por lá e a experiência foi muito boa. Ainda estamos nos estruturando, mas poder exportar é algo extremamente positivo. Também estamos à disposição, no que pudermos auxiliar a AmpeBr neste processo”, declarou.

Nos próximos 20 dias a Ampebr deverá realizar uma nova reunião para discutir sobre o assunto. Todos os associados e entidade são convidados a participar. Mais informações: (47) 3351-3811.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio