Contas da Prefeitura de Brusque são aprovadas pelos vereadores

As contas são referentes ao exercício de 2015, quando Paulo Eccel e Roberto Prudêncio Neto governaram

Contas da Prefeitura de Brusque são aprovadas pelos vereadores

As contas são referentes ao exercício de 2015, quando Paulo Eccel e Roberto Prudêncio Neto governaram

A sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira, 22, foi exclusiva para a votação das contas da Prefeitura de Brusque referentes ao exercício de 2015, período em que o município teve dois prefeitos: Paulo Eccel até 31 de março, e Roberto Prudêncio Neto, que era presidente da Câmara de Vereadores e assumiu a administração da cidade após a cassação do mandato de Eccel.

Nesta terça-feira, Prudêncio esteve na Câmara para acompanhar a votação e fez um pronunciamento defendendo a aprovação de suas contas. Relatou as dificuldades em assumir a prefeitura naquela época e, brevemente, elencou algumas ações, como a realização da obra de macrodrenagem do Centro.

“Uma obra eficiente resultado do trabalho conjunto da Secretaria de Obras, Samae, DGI e Ibplan, realizada em 60 dias. Uma obra que resolveu o problema das enxurradas no Centro e que foi feita mesmo com as dificuldades financeiras que enfrentávamos”.

Para o ex-prefeito, os ajustes realizados como corte de gratificações, demissão de comissionados e adesão do horário de verão no expediente da prefeitura, foram fundamentais para encerrar aquele ano com as contas em dia.

“Mesmo com todas as dificuldades, a prefeitura não parou, planejamos o governo de forma rápida e eficiente, negociamos dívidas, e conquistamos a recomendação para aprovação das contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A aprovação das contas é o maior diploma que um prefeito pode receber”.

O relator da comissão que analisou as contas da prefeitura no exercício de 2015, Celso Emydio, destacou que o orçamento daquele ano foi bem executado e “merece a confiança dos vereadores para a aprovação”.

O vereador Ivan Martins também se manifestou pela aprovação das contas. “O Prudêncio assumiu num momento difícil, com o orçamento do governo anterior, e naquela época, muitos não acreditavam que a administração dele seria um sucesso como foi. Finalizou o seu mandato com as contas devidamente fechadas, em um momento muito difícil da economia”.

Após as manifestações no plenário, e com base na recomendação do TCE e o parecer da comissão, os vereadores votaram, por unanimidade, pela aprovação das contas da Prefeitura de Brusque no exercício de 2015.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio