Corpo de morador de Brusque ainda não foi encontrado em Bombinhas

Eliabe Alves de Souza Mota, 23 anos, está desaparecido no mar desde o meio dia de domingo, 10

Corpo de morador de Brusque ainda não foi encontrado em Bombinhas

Eliabe Alves de Souza Mota, 23 anos, está desaparecido no mar desde o meio dia de domingo, 10

Até esta terça-feira, 12, o Corpo de Bombeiros de Bombinhas não havia localizado ainda o corpo do morador de Brusque, Eliabe Alves de Souza Mota, 23 anos.

O jovem desapareceu no mar, na ponta do costão de fora da praia Retiro dos Padres, logo após o meio dia de domingo, 10.

Mota fazia uma trilha ecológica com mais seis amigos, quando caiu de uma pedra e se afogou no mar.

Segundo o amigo Bruno Mapa, que estava junto no momento do acidente, minutos antes o jovem já havia caído em uma pedra e machucado as mãos.

“Naquele local as ondas batem com muita força nas pedras, e em um desses momentos, ele acabou caindo e se machucou. Parece que era um aviso do mar”, conta.

Eles andaram mais um pedaço e pararam para fazer um lanche, quando ouviram Mota pedindo por socorro. “Quando eu vi, não pensei duas vezes e pulei no mar para tentar salvá-lo”, lembra.

Mapa conseguiu pegar o amigo e ficou com ele por cerca de um minuto nos braços, quando Mota começou a espumar pela boca e afundou.

Mapa ainda mergulhou para tentar encontrar o amigo, mas sem sucesso. Como a correnteza era forte e puxava cada vez mais para fora, Mapa tentou manter a calma e boiou esperando ser levado para a costa, quando conseguiu sair da água.

Os bombeiros foram acionados e o resgate demorou cerca de meia hora até iniciar as buscas. Nesta terça-feira, 12, Mapa esteve em contato com os bombeiros, que afirmaram que o vento está favorável e jogando para a costa.

“As buscas estão sendo feitas no local, pois há a possibilidade de encontrá-lo por lá ainda. Mas para ele emergir deve demorar mais uns sete dias, por causa da água estar gelada”, conta.

Mota é natural de São Paulo e o único parente mais próximo é o irmão que mora em Balneário Camboriú.

Ele foi informado do acidente e esteve na Delegacia de Polícia Civil na noite de domingo, 10, onde registrou o boletim de ocorrência.

“Estamos bastante abalados com a situação e está sendo muito difícil para todos nós, ainda mais que ele estava bem feliz por ter voltado para o emprego que gostava”, lamenta o amigo Mapa.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio