Editora da Unifebe incentiva publicação de livros locais

Dois livros já foram lançados e um edital para outra obra será lançado em breve

Editora da Unifebe incentiva publicação de livros locais

Dois livros já foram lançados e um edital para outra obra será lançado em breve

Criada há menos de um ano, a Editora Unifebe já começa a dar frutos. Dois livros foram produzidos e novas publicações devem sair em breve. Para a coordenadora da editora, Rosemari Glatz, o principal objetivo não é lucrar ou tornar-se uma referência do ponto de vista comercial, mas servir à comunidade.

No dia 14 deste mês, foi lançado o primeiro livro com o selo da Unifebe. “Arranjos Produtivos Locais – Análise das condicionantes territoriais e seus indicadores de desempenho” é fruto de sua tese de doutorado do professor Amilton Fernando Cardoso.

A obra foi apresentada durante a Formação Continuada da Instituição e foi um marco na história da Unifebe, fundada em 1973. Para a coordenadora da editora, a instituição de ensino superior vive um nova era em sua história.

“Estamos vivendo um novo momento, muito importante para a instituição. É um processo muito gratificante. E que venham outros livros”, diz Rosemari.

Nesta edição da formação continuada, comemoramos também este lançamento de obra de um de nossos docentes, que é ainda mais especial por se tratar do primeiro exemplar da editora Unifebe, afirma o reitor Günther Lother Pertschy.

O lançamento ao público ocorreu na noite de ontem, na Casa de Brusque, e contou com amigos e autoridades do município.

O segundo livro da editora foi lançado na quarta-feira, 19, e trata da história de Zeno Heinig. A biografia foi escrita por Ricardo José Engel e Guédria Motta.

De acordo com Rosemari, neste primeiro momento, os livros que são publicados por meio da editora da Unifebe são custeados pelo autor e podem ser solicitados a qualquer tempo. Já as obras que forem feitas por meio de edital serão pagas pela Unifebe. Um novo edital será aberto no fim do ano ou em 2018.

A coordenadora avalia que a abertura da editora, que começou a funcionar em 2017, é um passo importante na oferta de serviços à população, já que a Unifebe é uma universidade comunitária. “Brusque publica muito, tem muitos autores que estavam buscando outras cidades, era uma carência que existia”, diz Rosemari.

Além de produzir os livros, a editora desenvolve um trabalho para divulgar essa produção em eventos específicos como feiras, bienais e cafés literários, além de distribuir exemplares para outras universidades do país.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio