Equipamentos da UTI Neonatal do Hospital Evangélico de Brusque são adquiridos

Empresa que administra a UTI, a FGL Serviços, fez a aquisição dos aparelhos em São Paulo

Equipamentos da UTI Neonatal do Hospital Evangélico de Brusque são adquiridos

Empresa que administra a UTI, a FGL Serviços, fez a aquisição dos aparelhos em São Paulo

A Maternidade e Hospital Evangélico de Brusque (HEM) alcançou mais um importante passo para a concretização de sua UTI Neonatal. Isso porque, na última semana foram adquiridos os maiores e principais equipamentos para a Unidade de Terapia Intensiva, que terá nove leitos.

A aquisição foi feita pelo grupo FGL Serviços Médicos, que irá administrar e arcar com os investimentos da UTI Neonatal, já que o HEM irá ceder o espaço para a obra nesta parceria. De acordo com a médica neonatologista, diretora-técnica e administradora da empresa FGL Serviços Médicos, dra. Danielle Gutierres, os equipamentos adquiridos são importados e de alta tecnologia. “Não conheço nenhuma UTI Neonatal no Sul do Brasil que tenha todos os seus equipamentos de alto padrão como será a nossa, já que a maioria delas tem só um ou dois equipamentos deste porte”, frisou. 

Aquisição em São Paulo

A aquisição dos equipamentos foi feita pela dra. Danielle  e também pela gestora do HEM, Ilse Barboza, durante a participação na 20ª Feira Hospitalar, a maior feira e o mais importante fórum de saúde das Américas, que ocorreu em São Paulo, entre os dias 21 a 24 de maio. “A nossa ida à feira foi com o objetivo de conseguir negociar com os fornecedores. E isso foi muito bom, pois assim podemos avaliar os equipamentos e ver quais seriam os mais adequados”, completou a gestora.  

Os equipamentos restantes devem ser adquiridos ao longo do ano, até o início dos serviços da UTI Neonatal, que deve ocorre no final de 2013. O projeto de implantação da unidade está em fase final de aprovação junto a Vigilância Sanitária Estadual.

A UTI 

A UTI Neonatal do HEM será construída em uma área nova do hospital, anexa ao bloco cirúrgico. A construção terá 300 metros quadrados, com nove leitos para atender recém-nascidos, que são bebês de 0 a 28 dias de vida. A equipe será composta por seis médicos neonatologistas, sócios da empresa FGL, e outros quatro médicos contratados, além de equipe de enfermeiros, técnicos de enfermagem e suporte. O custo aproximado da obra é de R$ 2 milhões, que serão administrados pela FGL Serviços Médicos e o atendimento inicial da UTI será para convênios e de forma particular.
Fonte: Assessoria de imprensa – HEM

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio