Família faz reconhecimento de morador de Brusque que morreu afogado em Itajaí

Valdenildo Ferreira de Melo, de 31 anos, desapareceu no mar da praia de Cabeçudas, no domingo, 11 de novembro

Família faz reconhecimento de morador de Brusque que morreu afogado em Itajaí

Valdenildo Ferreira de Melo, de 31 anos, desapareceu no mar da praia de Cabeçudas, no domingo, 11 de novembro

O corpo de Valdenildo Ferreira de Melo, de 31 anos, desaparecido no mar da praia de Cabeçudas, em Itajaí, desde a manhã de domingo, 11 de novembro, foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 19h23 de terça-feira, 13 de novembro.

Na tarde desta quarta-feira, 14 de novembro, familiares da vítima estão no Instituto Médico Legal (IML) de Itajaí para fazarem o reconhecimento do corpo e ainda não haviam decidido, se iriam transladar o corpo para a cidade Natal da vítima de afogamento ou para Brusque. 
Melo residia na rua Marcos Malossi, no Centro de Brusque e era natural de Recife (PE), sendo que o familiares vieram do Estado da Paraíba para o sepultamento.

Resgate
Melo morreu afogado e foi resgatado na praia Atalaia, nas proximidades do Molhe, na região de areia. Em seguida, o corpo foi recolhido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP), de Itajaí.
O desaparecimento
Valdenildo estava desaparecido desde o início da manhã de domingo. Às 6h52, o Corpo de Bombeiros, foi acionada para dar início às buscas do corpo que foi levado pelas águas da praia de Cabeçudas. 

Quando os socorristas chegaram ao local, constataram que o homem adentrou pelo lado esquerdo da praia e, devido a força da água naquele local e às fortes ondas, ele desapareceu. 

Rubnei Moreira, amigo da vítima, relatou aos Bombeiros, que foi o último a ver o homem. Segundo ele, a vítima levantou a mão e pediu por socorro, mas nada puderam fazer.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio