Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Figura pública catarinense filmou distribuição de propina ao longo dos anos

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Figura pública catarinense filmou distribuição de propina ao longo dos anos

De olho

Raul Sartori

Reféns de propina
Uma conhecida figura pública catarinense teve como hábito, nos últimos anos, nos importantes cargos por onde passou, onde decidia o destino de centenas de milhões de reais, filmar e gravar não só conversas, mas também momentos em que, em seu gabinete de trabalho e até em sua própria casa, distribuía dinheiro (do contribuinte, evidentemente) para obter apoio político momentâneo e futuro, para si e seu grupo. Tudo devidamente guardado e pronto para, se for preciso, ser usado no momento adequado. A quase totalidade das “vítimas” não sabe que caiu em uma arapuca. A uma das poucas que, fazendo-se de desentendida, fez certo corpo mole no apoio a uma ação política recente da figura, viu apresentar-se diante de seus olhos e ouvidos, nua e cruamente, antes mesmo de pensar dar o passo seguinte, um arquivo com todo o “material”, altamente comprometedor.

De olho
Alçado a uma cadeira efetiva na vaga deixada pelo ex-deputado José Nei Ascari, agora conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, o deputado Fernando Coruja (PMDB) passou a ser alvo de atenções sobre seu comportamento de agora em diante. Até ontem continuou sendo um dos maiores críticos do governador no Legislativo.

Leitores
Leitores destas notas tem tiradas brilhantes em seus comentários. Sobre a atuação de procuradores federais em SC, um deles lembra que após incansáveis esforços, por decisão do MPF foi fechado o concorrido mercado popular de hortifrutigranjeiros no Aterro da Baía Sul, em Florianópolis. Agora está difícil distinguir se aquilo é um depósito de lixo, um matagal ou uma cracolândia. Outro, a propósito da preocupação com a construção de quadras esportivas na areia do que resta de praia da avenida Beira Mar Norte, anota: a Ponta do Coral, propriedade privada, não pode receber um complexo hoteleiro que geraria 1.200 empregos diretos, mas se permite, sem que procuradores vejam nada, a seguida construção de novos barracos.

Prevenidos
A desfaçatez da classe política não tem limites. Diante da ameaça de entidades da sociedade organizada de fazer uma mobilização pelo fim dos desmoralizados tribunais de contas (e o TCE-SC entre eles, ora pois), eis que eles, os políticos, se armam, preventivamente, diante de qualquer eventualidade. No Congresso Nacional há uma comissão especial analisando a Proposta de Emenda à Constituição 302/17, que veda a extinção de tais cortes nos estados e municípios.

Professor e partido
A propósito da acalorada discussão que até tem um organizado movimento chamado Escola sem Partido – que quer garantir que os professores não compartilhem seus posicionamentos políticos e ideológicos em sala de aula – o que falta mesmo são pesquisas com a parte mais interessada, os estudantes e seus pais. A percepção, no momento, é que a maioria não gosta de professor abrindo o jogo sobre suas preferências partidárias. Mas, com maior discussão, o foco pode mudar.

No topo
SC sempre comparece nos primeiros lugares quando se trata de educação. Por isso surpreende um levantamento inédito publicado há dias na revista Veja mostrando quem são e em quais escolas estão os alunos que costumam figurar no topo do Enem. Um em cada quatro do último exame que ficaram na dianteira vieram de apenas 50 colégios. Nenhum de SC e Rio Grande do Sul.

Isenção
SC faz parte do pequeno grupo, ao lado do Paraná, Amazonas e Espírito Santo, que não isenta ICMS sobre a autogeração de energia a partir de fontes hidráulica, solar ou eólica, de pequenas quantidades produzidas por residências, comércios e indústrias. Projeto de lei do deputado Dirceu Dresch (PT) propõe a isenção, que tem incentivo da Agência Nacional de Energia Elétrica, mas sofre restrições do Executivo estadual.

Relações perigosas
Como se escreveu aqui algumas vezes, o renomado Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), com sede no Rio de Janeiro, há cerca de quatro anos manifestou vivo interesse em oferecer serviços especializados em SC. Houve um entusiasmo inicial e depois silencio absoluto. Como agora se sabe, o Into, até tempos atrás, era gerido por uma gangue, incluindo seu diretor, Sérgio Cortês, agora preso, que recebeu dezenas de milhões de propina.

Letras
Do primeiro time das letras de SC e com o título “Os mortos de abril: pequeno dicionário higiênico”, o escritor Amilcar Neves foi o grande vencedor do 2º Concurso Salim Miguel 2016-2017, promovido pela Editora da UFSC.

DETALHES
A busca de soluções para enfrentar os desafios dos centros urbanos estará em debate no 2º Mobisul – Congresso Brasileiro de Mobilidade, dias 23 e 24, nessa quinta e sexta-feira, no auditório da Fecomércio, em Florianópolis. Entre diversos atrativos estarão os carros elétricos da Ampera Racing – UFSC e da catarinense Mobilis Veículos Elétricos.

A taxa de ocupação dos hotéis da Grande Florianópolis no último feriadão foi um bom sinal para a temporada. Os 64 estabelecimentos pesquisados registraram 65% dos leitos ocupados, mesmo com a data caindo numa quarta-feira.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio