Gari tem dedo perfurado com uma seringa durante coleta de lixo

Funcionário da Recicle foi levado ao hospital e recebeu cuidados necessários para a saúde

Gari tem dedo perfurado com uma seringa durante coleta de lixo

Funcionário da Recicle foi levado ao hospital e recebeu cuidados necessários para a saúde

Um funcionário da Recicle Catarinense de Resíduos precisou ficar três dias afastado do trabalho após se furar com uma seringa que estava dentro de um saco, durante a coleta de lixo, na terça-feira, 14, em Brusque. Ao pegar o saco para colocar dentro do caminhão, a luva que o funcionário utilizava foi perfurada e um dos dedos foi atingido.

Imediatamente, o homem foi conduzido ao Hospital Azambuja e à Vigilância Sanitária, onde recebeu todos os cuidados necessários. O local onde ocorreu o acidente também foi identificado e o usuário da coleta de lixo recebeu as orientações adequadas sobre a forma de descarte.

O gerente da Recicle, Silvano Soares, explica que para não ocorrer mais acidentes como este, as pessoas que utilizam seringas descartáveis devem acondicioná-las em uma embalagem resistente e dirigir-se a um posto de saúde municipal. Lá será dado o destino correto.

“Clínicas médicas, consultórios médicos e dentários, farmácias, ambulatórios, postos de saúde, hospitais e demais serviços de saúde, também não podem descartar os resíduos infectocontagiosos junto com os resíduos destinados à coleta domiciliar”, acrescenta.

Ele lembra que para o descarte adequado deste tipo de resíduo, devem utilizar-se da coleta especializada dos resíduos dos serviços de saúde, que darão o destino correto, no aterro da Recicle. “Estes materiais passam por um processo de esterilização em autoclave, para só depois serem depositados em área específica”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio