Igreja Luterana irá inaugurar monumento em homenagem aos seus 155 anos em Brusque

Obelisco também comemora os 500 anos da Reforma Luterana, celebrada em 2017

Igreja Luterana irá inaugurar monumento em homenagem aos seus 155 anos em Brusque

Obelisco também comemora os 500 anos da Reforma Luterana, celebrada em 2017

A Comunidade Evangélica Luterana de Brusque comemora na próxima terça-feira, 17, os 155 anos da presença da Igreja Luterana no município. Para celebrar a data, será inaugurado um monumento em frente à paróquia do Centro, em homenagem ao aniversário e também aos 500 anos da Reforma Luterana, comemorados em 31 de outubro de 2017.

O pastor Claudio Scheffer explica que o obelisco ficará na paróquia do Centro por esta ser a comunidade “mãe” de todas as que surgiram nos bairros da cidade, como Águas Claras, Santa Terezinha, e até mesmo em Guabiruba e Nova Trento.

“A Reforma Luterana, data em que Lutero pregou suas 95 teses com sua opinião contrária aos abusos praticados pela igreja católica medieval, completou 500 anos no ano passado”, diz Scheffer. “Nós deixamos o obelisco para esse ano para que coincidisse com o aniversário de 155 anos da presença luterana em Brusque.”

O culto será celebrado às 9h neste domingo, 15, e, após, acontecerá a inauguração, em frente à paróquia. O monumento do Jubileu dos 500 anos da Reforma Luterana possui os quatro pilares da Reforma – “Somente Cristo, somente a fé, somente a graça e somente a escritura” – gravados em latim, e também o brasão luterano, a “Rosa de Lutero” gravada no granito. A inauguração contará com a presença do pastor sinodal Breno Willrich (função que equivale à dos bispos na igreja católica).

Monumento tem os quatro pilares da igreja luterana gravados na peça de granito. | Foto: Cláudio Scheffer/Arquivo Pessoal

“Teremos uma pequena solenidade, em que vamos retirar o pano de cima do obelisco, haverá uma explicação sobre o monumento. Vamos finalizar cantando o hino da Reforma, ‘Castelo Forte é o nosso Deus'”, comenta Scheffer. “Vai ser um marco histórico, um memorial da passagem dos 500 anos da Reforma.”

Segundo o pastor Edélcio Tetzner, há também a questão visual: “As pessoas vão passar em frente e poder identificar o que continua sendo imprescindível para a igreja ainda hoje, com os quatro pilares.”

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio