Inicia nesta sexta-feira, 4, a maratona de 24 horas de oração em Brusque

Confira a programação completa do evento religioso

  • Por Redação
  • 11:52
  • Atualizado às 22:16

Inicia nesta sexta-feira, 4, a maratona de 24 horas de oração em Brusque

Confira a programação completa do evento religioso

  • Por Redação
  • 11:52
  • Atualizado às 22:16
  • +A-A

1Brusque, juntamente com cidades do mundo todo, estará unida em oração. Inicia hoje, às 19h, e encerra amanhã, no mesmo horário, o “24 horas para o Senhor”. O evento religioso, que faz parte do Jubileu do Ano Santo da Misericórdia, é um pedido do Papa Francisco para que as igrejas façam durante um dia interrupto um momento de confissões e de adoração de Jesus.

No município, participam as paróquias São Luís Gonzaga, no Centro; Santa Teresinha; São Judas Tadeu, no Águas Claras; Santa Catarina, no Dom Joaquim e o Santuário de Azambuja, também participam. A abertura oficial acontece com a celebração penitencial presidida pelo papa na Basílica de São Pedro, no Vaticano, às 17h. Ele pede que “não subestimemos a força da oração de muitos. A iniciativa 24 horas para o Senhor pretende dar expressão a esta necessidade da oração”.

O pároco da matriz São Luís Gonzaga, padre Magnos Caneppele, diz que é um momento da comunidade parar um pouco com suas atividades cotidianas para rezar e refletir sobre a palavra de Deus. “Estaremos unidos em oração pelo mundo, pela paz, para que consigamos vencer as dificuldades”.

Ele explica que a programação é universal. Acontecerá a celebração da missa, adoração eucarística e as confissões. “Todos os cristãos são convidados a fazer uma parada e dobrar os joelhos diante do Senhor. Que cada pessoa, no seu tempo, possa vir rezar e pedir pelas necessidades do mundo, que passa fome, vive injustiças, violência e tantas banalidades”.

O padre Régis Machado, também da matriz, afirma que o momento é de despertar para o amor de Deus. Ele explica que pastorais e movimentos da paróquia estarão durante as 24 horas realizando orações, louvores e adoração ao santíssimo sacramento. “Católicos e não católicos são convidados a participar deste ato e viverem esse momento especial”.

O pároco da São Judas Tadeu, padre Pietro Anderloni, explica que a Quaresma é o tempo privilegiado no qual a igreja é “chamada a mostrar de forma mais evidente o rosto misericordioso de Deus, especialmente por ocasião das liturgias penitenciais e da celebração do sacramento da reconciliação”. O diácono Germano Rodolfo Borchardt, também da São Judas Tadeu, afirma que a participação dos fiéis é importante . “Em meio ao período santo da Quaresma, a igreja quer estimular as pessoas a viverem e cultivarem a fé, especialmente neste Ano Extraordinário, agradecendo pela misericórdia de Deus”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio