Justiça decreta falência da Buettner S/A

Empresa vai recorrer da decisão. Sindicato tranquiliza trabalhadores

Justiça decreta falência da Buettner S/A

Empresa vai recorrer da decisão. Sindicato tranquiliza trabalhadores

A empresa vai continuar operando e apresentará recurso à decisão – Crédito: Arquivo MDD

A juíza da Vara Comercial de Brusque, Ana Vera Sganzerla Truccolo, decidiu pela falência da empresa Buettner S/A, no processo de recuperação judicial. A decisão de 19 páginas foi publicada na terça-feira, 28 de fevereiro.
Entre os pontos mencionados pela juíza está a entrega de um imóvel meses antes da homologação do pedido de recuperação judicial a um dos credores, o que no entender da magistrada, caracterizou prática de ato de falência.
Apesar da decisão a juíza foi clara, determinando a continuidade das atividades da empresa. 
Em contato com o diretor-presidente da têxtil centenária na noite de hoje, 29 de fevereiro, João Marchewsky, ele informou que a empresa recorrerá da decisão. 
Marchewsky também confirmou que a Buettner continuará operando. 
“Os trabalhadores permanecem em suas funções e vamos analisar a situação. A Sulfabril, por exemplo, está há mais de 10 anos em falência e continua operando”, frisou.


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação, Malharia, Tinturaria, Tecelagem e Assemelhados de Brusque (Sintrafite), Anibal Boettger, comenta que foi informado na tarde de hoje da decisão e já iniciou conversação com os funcionários da Buettner. 

“A juíza decidiu pela falência em atividade, então estamos nos reunindo com os funcionários no sentido de tranquilizá-los para que permaneçam trabalhando. Essa decisão não afeta em nada a questão dos salários, é um ato jurídico”, afirma.

Atualmente a empresa, que conta com aproximadamente 450 trabalhadores, mantém os salários em dia conforme Boettger. “Embora efetue o pagamento com alguns dias de atraso, está pagando dentro do mês”, enfatiza. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio