Lançada a programação oficial dos 150 anos de fundação da Colônia Imperial Princípe Dom Pedro

Haverá uma série de solenidades nos municípios da região

Lançada a programação oficial dos 150 anos de fundação da Colônia Imperial Princípe Dom Pedro

Haverá uma série de solenidades nos municípios da região

Historiadores, políticos e representantes de instituições de Brusque participaram, nesta terça-feira, 13, no Hotel Gracher, do lançamento oficial da programação em comemoração ao sesquicentenário de fundação da Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro.

A colônia ficava nos atuais territórios dos municípios de Botuverá, Nova Trento, na localidade do Krecker, em São João Batista, e na margem direita de Brusque. A Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro foi fundada em 10 de março de 1867, ou seja, no próximo 10 de março fará 150 anos da sua instalação.

O evento ontem de manhã serviu para dar o pontapé inicial na programação, que talvez contará com a presença do príncipe imperial Dom Bertrand de Orleans e Bragança, descendente da família imperial.

Paulo Kons, organizador das comemorações e historiador, destacou o pioneirismo dos colonos de língua inglesa – vindos dos EUA , da Inglaterra e da Irlanda – que primeiro chegaram à região. Ele também ressaltou que a então colônia recebeu camponeses da França, Itália e Alemanha.

“Viemos de um berço comum e agora, 150 anos depois, simbolicamente, estamos novamente reunidos”, afirmou Kons. Ele também descreveu a programação que ocorrerá em março, com o sobrevoo das terras da antiga colônia.

O escritor Aloisius Carlos Lauth, autor de algumas obras sobre a colonização americana na região de Brusque, aproveitou o momento para lembrar que a história está se repetindo. Ele lembrou que a imigração em massa que acontece na Europa, com muitas pessoas do Oriente Médio e da África indo para o Velho Continente, já aconteceu na América do Sul e no Brasil.

Para Lauth, o hino de Brusque é pertinente porque não afirma que a cidade é exclusivamente alemã, mas sim um “pugilo de imigrantes. O escritor considera que o município é a junção de alemães, italianos, poloneses e outras nacionalidades.

“Gostaria que a gente refletisse sobre o momento presente”, afirmou o escritor. Ele buscou demonstrar que, assim como os imigrantes que chegaram no século 19, os atuais também merecem respeito. “Não aprendemos com a história”, finalizou.

O professor Juliano Martins Mazzola também fez uso da palavra e aproveitou para destacar que Brusque e região foi o berço de mais de 11 mil italianos que imigraram no século 19. Mazzola também ressaltou os laços italianos e trentinos que Botuverá e Nova Trento possuem.

A mesa de autoridades também foi composta por outras autoridades. O advogado Ricardo Hoffmann, da Casa de Brusque, deixou a sugestão de, após as comemorações e do Ciclo Brusquense de Conferências Magnas, lançar uma obra com vários textos sobre os temas abordados nesses encontros.


PROGRAMAÇÃO

Dia 05 de Março de 2017 – Domingo

09h -SOLENE CULTO EM AÇÃO DE GRAÇAS, na Igreja Evangélica de Confissão Luterana Brusque – Centro

Dia 09 de Março de 2017 – Quinta-feira

15h35 – Recepção ao Príncipe Imperial do Brasil DOM BERTRAND DE ORLEANS E BRAGANÇA*,no Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder e sobrevoo do rio Itajaí Mirim, da foz à nascente e hospedagem no Mosteiro Park Hotel (da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição – na Rua Bela Vista, nº 01- Vígolo –  com uma belíssima vista do Santuário Santa Paulina, distante 800 metros –http://www.mosteiroparkhotel.com.br/)

19h30 – Recepção e jantar familiar

Dia 10 de Março de 2017 – Sexta-feira

SESQUICENTENÁRIO DE FUNDAÇÃO DA COLÔNIA IMPERIAL PRÍNCIPE DOM PEDRO

09h – INAUGURAÇÃO DO MARCO DO SESQUICENTENÁRIO, na sede da então Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro (confluência do ribeirão Águas Claras com o rio Itajaí Mirim) em Brusque – Manifestação do Prefeito de Brusque, Dr. Jonas Oscar Paegle, e do Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragança

09h30min – CONFERÊNCIA MAGNA “A Construção da Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro por centenas de imigrantes ingleses, estadunidenses, irlandeses, poloneses e mais de 11 mil de língua italiana” –Historiador Paulo Vendelino Kons e Escritor Aloisius Carlos Lauth

Local: Escola de Ensino Fundamental Padre Luiz Gonzaga Steiner (sede provisória da Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro)

10h30min – Deslocamento ao município de Botuverá

11h30min – ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO, finalizado com o hino eucarístico Tantum Ergo Sacramentum (Tão Sublime Sacramento), composto por Santo Tomás de Aquino (1225-1274), entoado por Juliano Mazzola e integrantes da Banda Musical Padre Sabbatini e Bênção Solene, na Igreja Matriz de São José, em Botuverá

12h – ORAÇÃO DO ANGELUS, na Igreja Matriz de São José, e REPIQUE DE SINOS SIMULTÂNEO EM TODAS AS IGREJAS localizadas no território das colônias imperiais Itajahy e Príncipe Dom Pedro (Brusque, Botuverá, Guabiruba, Nova Trento e comunidade Santo Agostinho do Krecker, em São João Batista)

12h30min – ALMOÇO, com alocução do Prefeito de Botuverá, Senhor José Luiz Colombi

14h30min – SOBREVOO do território da Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro

16h – SESSÃO SOLENE da Câmara Municipal de Nova Trento, com pronunciamentos do Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragança, do Prefeito de Nova Trento, Senhor Gian Francesco Voltolini, do ProfessorJuliano Mazzola e do Historiador Paulo Vendelino Kons,  seguida de caminhada até o Cemitério Municipal, homenageando a todos os construtores da sesquicentenária história com a deposição de uma coroa de flores na lápide tumular de Hipólito Boiteux, por Dom Bertrand e o Prefeito de Nova Trento

19h – SOLENE MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck, SCJ

Local: Igreja Matriz de São Virgílio, Nova Trento

20h30min – Jantar, com alocução do Prefeito de Nova Trento, Senhor Gian Francesco Voltolini

Dia 11 de Março de 2017 – Sábado

Manhã – Visita ao Santuário Santa Paulina

15h – SANTA MISSA, seguida da Assembleia Fundacional da Associação dos Descendentes e Amigos do Núcleo Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil,com a participação do Patrono da Associação, o Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragança

Local: Igreja São José e salão anexo, em Colônia, São João Batista

20h – Recepção e jantar familiar

Dia 12 de Março de 2017 – Domingo

10h – SANTA MISSA, na Forma Extraordinária do Rito Romano (celebrada em latim), presidida pelo PadreNivaldo Antonio Ceron, da Diocese de Tubarão

A Missa de São Pio V é a liturgia da Missa do Rito Romano contida nas edições típicas do Missal Romano, que foram publicados de 1570 a 1962. Foi a liturgia da missa mais amplamente celebrada em todo o mundo, até que o Concílio Vaticano II pediu sua revisão, o que ocasionou a promulgação de uma nova liturgia pelo Papa Paulo VI em 1969, conhecida como Missa de Paulo VI. Em 2007 o Papa Bento XVI – através do Motu Proprio Summorum Pontificum – concedeu aos sacerdotes do Rito Latino a permissão para celebrar a Santa Missa segundo Missal Romano editado pelo Beato Papa João XXIII em 1962. Conhecer e celebrar a Santa Missa em sua Forma Extraordinária não se trata de vivenciar um arqueologismo litúrgico, mas buscar valorizar e aprender do rico patrimônio da celebração da fé que o Espírito Santo plasmou ao longo dos séculos na Igreja.

Local: Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro, em Nova Trento

12h – Almoço

13h30 – Acompanhamento até oAeroporto Internacional Hercílio Luz (Florianópolis/SC) e despedida deDOM BERTRAND DE ORLEANS E BRAGANÇA

19h30 – CULTO EM AÇÃO DE GRAÇAS do Conselho de Pastores de Brusque – COPAB, na Igreja Evangélica Calvário (avenida Hugo Schlösser, Jardim Maluche/Brusque)


** A
Santa Missa, na Forma Extraordinária do Rito Romano, ainda não está confirmada.* A participação do Príncipe  Imperial do Brasil, Dom BERTRAND DE ORLEANS E BRAGANÇA, ainda não está confirmada oficialmente;

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio