Luciano Hang é mencionado por Lula em interrogatório na Justiça Federal

Depoimento fez parte da ação penal que trata das reformas feitas no Sítio Santa Bárbara

Luciano Hang é mencionado por Lula em interrogatório na Justiça Federal

Depoimento fez parte da ação penal que trata das reformas feitas no Sítio Santa Bárbara

O empresário brusquense Luciano Hang, dono da Havan, foi citado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante interrogatório na Justiça Federal em Curitiba nesta quarta-feira, 14.

O depoimento fez parte da ação penal que trata das reformas feitas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), frequentado por Lula e sua família. “Eu duvido que você encontre um empresário, mesmo esse da Havan que ajudou o Collor agora com o ‘zape’, se esse cara um dia foi procurado pelo Lula pra pedir 5 centavos”, afirmou o petista.

Na fala, Lula confunde os nomes de Jair Bolsonaro, presidente eleito, e o ex-presidente e senador Fernando Collor, seu adversário no segundo turno das eleições presidenciais de 1989.

O interrogatório foi conduzido pela juíza Gabriela Hardt, que assumiu o comando do processo após o juiz Sérgio Moro aceitar o convite de Bolsonaro para se tornar ministro da Justiça do novo governo. O sítio foi alvo das investigações da Operação Lava Jato, que apura a suspeita de que as obras de melhorias no local foram pagas por empreiteiras investigadas por corrupção, como a OAS e a Odebrecht.

Além de Lula, mais 12 réus respondem ao processo, entre eles os empresários Marcelo e Emílio Odebrecht e Léo Pinheiro, da OAS, e o pecuarista José Carlos Bumlai.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio