Morte de animais pode gerar primeiro processo de criminalização

Responsáveis receberam notificação ambiental em janeiro, e poderão ser penalizados com a prisão de três meses a um ano

Morte de animais pode gerar primeiro processo de criminalização

Responsáveis receberam notificação ambiental em janeiro, e poderão ser penalizados com a prisão de três meses a um ano

Nos próximos dias, a cidade de Brusque pode ter formalizada a primeira ação criminal por abandono e maus tratos de animais. 

A ação fiscalizatória foi realizada em 24 de janeiro, no bairro Volta Grande. A solicitação de fiscalização foi feita pela Associação Brusquense de Proteção aos Animais (Acapra), que registrou boletim de ocorrência. 

Foi enviada uma notificação ambiental para que os responsáveis prestem esclarecimentos e apresentem um relatório detalhado em 30 dias. 
 
O prazo se encerra neste domingo, e caso os responsáveis não se apresentem poderão ser penalizados com a apreensão dos animais, multa e criminalização, o que pode render prisão de três meses a um ano.


> Saiba mais na edição impressa do jornal MDD desta sexta-feira, dia 22 de fevereiro.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio