Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Nepotismo cruzado atinge Assembleia Legislativa e outros poderes

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Nepotismo cruzado atinge Assembleia Legislativa e outros poderes

A jato

Raul Sartori

Nepotismo cruzado
Essa verdadeira praga que se chama nepotismo cruzado foi tema, o que é raríssimo, de audiência pública, segunda-feira, na Câmara de Vereadores de Brusque. A lamentar que o assunto não vingue em foros maiores, como na Assembleia Legislativa, por exemplo. Ali há verdadeiras famílias de servidores em cargos comissionados, principalmente, para o qual se dispensa concurso e qualificação. São mulheres, filhos, genros, cunhados e afins, quando não amantes de poderosos de outros poderes (Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas, etc.) que, por sua vez, empregam parentes de deputados ou servidores do alto escalão do Legislativo. E ninguém é capaz – ou não se atreve – a fazer alguma coisa para impedir. Uma imoralidade.

A jato
Instância do Judiciário onde são julgados os governadores, os processos da JBS já estão no Superior Tribunal de Justiça, ao contrário dos da Odebrecht, ainda a caminho. Entre aqueles está o que envolve Raimundo Colombo, acusado de receber R$ 10 milhões. Que ele sempre negou.

É pouco
A Assembleia Legislativa aprovou em primeiro turno projeto de lei complementar que estabelece uma cota mínima de 10% de vagas para as mulheres no efetivo das instituições militares do Estado, incluindo Corpo de Bombeiros. O teto atual na Polícia Militar é de 7%. Convenhamos, é humilhante. O ideal seria a igualdade (50%)entre homens e mulheres.

Deboche
Na mesma terça-feira em que o ministro da Fazenda anunciou proposta de realmente se obedecer o teto remuneratório nos serviço público, já previsto na Constituição, considerando toda e quaisquer vantagens, gratificações e indenizações recebidas, foi publicada notícia de que dois juízes de Mato Grosso receberam mais de R$ 500 mil em julho. Um deles, o que recebeu mais de R$ 500 mil, disse: “Não estou nem aí!”

Opostos
As opiniões, completamente opostas, demonstradas em audiência pública na Assembleia Legislativa, anteontem, foram um exemplo da imensa polêmica que ainda virá com a proposta, ainda não anunciada oficialmente pelo governo do Estado, de integração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Corpo de Bombeiros Militar (CBM-SC). O Samu, que se opõe à ideia, tem atualmente 8 centrais de regulação, 96 unidades de suporte básico e 23 de suporte avançado, além de duas unidades helicópteros e um avião. Em 2016 prestou 324 mil atendimentos, ao custo total de R$ 110 milhões.

Caixa-preta
Tramita no Legislativo o Programa Catarinense de Recuperação Fiscal (Prefis-SC) dirigido a empresários com débitos tributários. O vigilante deputado Dirceu Dresch (PT) está indignado pelo fato de não haver lá informações sobre quais empresas serão beneficiadas e sob quais critérios. Outra caixa preta, que o próprio Tribunal de Contas do Estado diz não ter como fiscalizar. Socorro!

Bandidos
Depois de destruírem dezenas da cadeiras no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, dia 10, depois da derrota para o Botafogo pela Copa América, causando prejuízo de R$ 60 mil, torcedores do Nacional, do Uruguai, aprontaram também no caminho de volta para casa, em Tubarão. Na passagem pela cidade, almoçaram em um restaurante e saíram sem pagar a conta. Foram detidos pela Policia Militar. Diante do novo escândalo, resolveram pagar.

Reservas
Com pedido da Procuradoria Geral da República pela improcedência, o Supremo Tribunal Federal pautou para julgamento duas ações diretas de inconstitucionalidade movidas em 2005 pelo governo de SC, contra artigo de lei federal de 2000, que instituiu o Sistema Natural de Conservação da Natureza, e contra os decretos presidenciais que criaram os parques Nacional das Araucárias e da Serra do Itajaí e a Estação Ecológica Mata Preta. A alegação é que sua criação dependeria de aprovação de uma lei.

Sensatez
Ao contrário da cidade de São Paulo, as pessoas em situação de rua em Florianópolis, alvo de uma força-tarefa envolvendo várias organizações públicas e privadas , que se recusaram a fazer tratamento, serão avaliadas por médicos e assistentes sociais. E dependendo do resultado dos exames, o promotor de Justiça Daniel Paladino não descarta a possibilidade de pedir sua internação compulsória. E chega de hipocrisias. Trata-se de uma questão de saúde pública e de resgate da cidadania.

DETALHES
Gaúcho de Tenente Portela, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, recebeu terça-feira, na Assembleia Legislativa, o título de cidadão honorário catarinense.

Inacreditável! O Ministério do Interior da Espanha divulgou ontem levantamento indicando a existência, naquele país, de 4.772 siglas partidárias legalmente registradas. Um porém em relação ao Brasil: os partidos espanhóis não recebem fundo partidário, não têm propaganda gratuita em rádio ou TV e nem outras facilidades.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio