Nome de pet shop é usado para furto de animais em Guabiruba

Caso é relatado desde a semana passada e destino de cães é incerto

Nome de pet shop é usado para furto de animais em Guabiruba

Caso é relatado desde a semana passada e destino de cães é incerto

Furto de animais de estimação utilizando o nome de um pet shop de Guabiruba são relatados desde a última semana. Foram pelo menos três casos. Todos os casos envolviam cães de raça. Um alerta chegou a ser divulgado nas redes sociais para evitar que novos casos ocorressem.

Segundo a presidente da ONG Protegendo os Animais com Todo o Amor (Pata Guabiruba), Kelly Cristine Stricker, o caso mais recente foi no bairro Aymoré. A Polícia Militar chegou a ser acionada, mas ele o animal não foi encontrado.

Ela afirma acompanhar casos pontuais semelhantes que ocorrem há quatro anos no município, mas a falta de denúncias das testemunhas é um agravante. “As pessoas que veem, não fazem a denúncia, mas é algo necessário. Sem registro, não vai haver nenhuma negociação e não vai ter nenhum tipo de medida para evitar novos casos”, resume.

Entre os suspeitos está um adolescente, morador do município. O jovem chegou a atuar como voluntário na entidade, mas foi afastado por utilizar o nome da ONG para práticas semelhantes. Na época, lembra Kelly, os animais eram retirados das casas, sob o pretexto de prestar serviço de banho.

Ela esclarece que a entidade não presta serviços do tipo ou faz visitas para arrecadações de itens. Os contatos são feitos por telefone e pela página oficial do órgãos no Facebook. De acordo com ela, o destino dos animais é variado. Em alguns casos, há relatos de venda, abandono e mesmo abate.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio