Prancheta - Cristóvão Vieira

cristovao@omunicipio.com.br

O dinheiro e o futebol

Coluna discorre sobre os plantéis milionários que não dão resultado, nova parceria do Barateiro e comissão técnica do Bruscão

Prancheta - Cristóvão Vieira

cristovao@omunicipio.com.br

O dinheiro e o futebol

O dinheiro e o futebol FOTO: FISIO BRUSQUE Daiane Paza presenteando Moisés Cohen (à dir.) com uma camisa do Bruscão; na foto também Rogério Liporaci (à esq.) Divulgação FOTO: MEMÓRIA DO ESPORTE Felipe Christ / Vipcomm / Arquivo

Prancheta - Cristóvão Vieira

Levando em consideração a média de gastos dos principais clubes brasileiros de futebol, conclui-se que: a) é possível fazer um bom elenco com pouco dinheiro, mas muita raça; b) é possível fazer um excelente elenco com bastante dinheiro e muita raça; c) é impossível fazer um bom elenco com o dinheiro que for se não houver raça.

Talvez seja isso que torne o esporte bretão um dos mais prestigiados do planeta. Davi derruba Golias com muita frequência, surpreendendo e impressionando. Um dos grandes exemplos do ano é o do Botafogo. Com a metade da folha salarial do Flamengo, o time está nas quartas de final da Copa Libertadores – o rubro-negro caiu na fase de grupos – e nas semifinais da Copa do Brasil, onde faz o clássico com o Fla.

Presenciamos exemplos recentes de como a falta de compromisso é muito mais prejudicial do que uma conta bancária reduzida. O Palmeiras, dono da maior folha salarial do Brasil (R$ 12 milhões), tropeçou diante do modestíssimo Barcelona (EQU) e deu adeus ao sonho da Libertadores. Não basta mais contratar e chamar a atenção com as volumosas cifras, precisa haver um planejamento e momento de muita sabedoria na hora de monitorar atletas.

O dinheiro e o futebol não andam lado a lado. Por vezes pode ser até prejudicial. A diferença de um bom time e de um grupo medíocre tem mais a ver com brio, com vontade de se superar. E quanto mais duvidarem da capacidade, mais os questionados provarão o contrário. Os humilhados serão exaltados.

Bruscão bem na foto

Daiane Paza presenteando Moisés Cohen (à dir.) com uma camisa do Bruscão; na foto também Rogério Liporaci (à esq.). Foto: Divulgação

A nova fisioterapeuta do Brusque, Daiane Cristine Paza, aproveitou o curso que fez com o ortopedista do Centro Médico de Excelência da FIFA, Moisés Cohen – uma das maiores autoridades nacionais quando o assunto é medicina esportiva – para lhe presentear com uma camisa do Bruscão. Cohen é presidente da comissão médica da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Barateiro e Unifebe
Na última sexta-feira, 11, a presidente do Barateiro Futsal, Daniela Civinski, ao lado do gerente de Administração da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque, foram recebidos pelo reitor da Unifebe, Günther Lother Pertschy. Na ocasião foi apresentado o projeto do clube que se reestrutura e busca novos parceiros. É possível que a universidade passe, nos próximos meses, a apostar no trabalho reconhecido da equipe de futsal.

Comissão técnica do Bruscão
Coisa inédita no Brusque: conhece-se grande parte do elenco, mas não a comissão técnica. Geralmente é o contrário. A princípio, Jersinho é o nome forte para seguir com o comando do clube. Ele treinou a equipe de base que disputou os Joguinhos Abertos de Santa Catarina, em Caçador, pouco depois do fim da linha na Série D. Mas não se descartam novas contratações para compor a casamata quadricolor.

Catarinense feminino
Somente quatro equipes disputarão o Campeonato Catarinense de Futebol Feminino, que inicia em setembro. Seriam cinco, mas a Chapecoense, curiosamente único grande clube que participaria do torneio, desistiu em cima da hora. Jogam, portanto: Fluminense (Joinville), Kindermann (Caçador), Napoli (Caçador) e Pé na Bola Cabeça na Escola (Araranguá).

Catarinense de vôlei

Há muitos anos, Brusque não disputa um estadual de vôlei. Um dos esportes mais queridos dos brusquenses, o voleibol do município agora hoje se resume a competições de base ou entre escolas. Na foto, o elenco da Brasil Telecom, em 2007, se preparava para disputar o estadual contra Joaçaba. Hoje presidente da Associação Brusquense de Esporte e Lazer (Abel), Maurício Thomas era o técnico do elenco.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio