Brusque lutará para ficar entre quatro melhores do Catarinense 2018, diz Picoli

Técnico diz que elenco está 90% fechado e mira boa preparação física

Brusque lutará para ficar entre quatro melhores do Catarinense 2018, diz Picoli

Técnico diz que elenco está 90% fechado e mira boa preparação física

A menos de um mês do pontapé inicial para o Campeonato Catarinense, o Brusque se prepara para mais uma temporada – desta vez sob a batuta de Antônio Picoli. O treinador diz que o clube tem crescido nos últimos anos e afirma que o objetivo principal é, novamente, chegar entre os quatro primeiros.

Picoli chegou ao Brusque no final da Copa Santa Catarina e, apesar do vice-campeonato, foi o escolhido para comandar a locomotiva quadricolor no Catarinão. Ciente da boa temporada que o clube teve em 2017 tanto no estadual quanto na Copa do Brasil, o treinador pretende se preparar forte fisicamente para já começar bem o ano.

O Brusque faz um jogo-treino nesta sexta-feira, 22, na capital do estado, contra o Sub-20 do Avaí. Os trabalhos recomeçam já no dia 26 e seguem até dia 30, quando o clube faz novo jogo-treino, diante do Sub-23 do Atlético-PR, em Curitiba (PR).

Segundo Picoli, a ideia é já ir dando cara à equipe. “Tomamos cuidado com a carga de trabalho, tem que ser individualizada para cada um”, afirma o técnico.

Por isso a tendência é que os times sejam bastante mexidos nos jogos-treino. A ênfase neste início de pré-temporada será dada na parte física simultaneamente ao aspecto técnico e tático.

Elenco
O Brusque já virou notícia porque anunciou ex-atletas famosos para o patamar do Catarinão. É o caso do volante França, ex-Figueirense e Palmeiras, e do zagueiro Antônio Carlos, ex-Botafogo, São Paulo e Fluminense.

“O elenco está 90% do número imaginado. Ainda faltam alguns atletas no meio de campo defensivo e ofensivo”, afirma Picoli. A expectativa é anunciar os outros nomes nas próximas semanas.

Temporada cheia
O Brusque foi destaque nacional por sua campanha de 2017. O Bruscão ficou em quarto lugar na classificação geral do estadual, quase eliminou o Corinthians no estádio Augusto Bauer pela Copa do Brasil e chegou à final da Copa Santa Catarina.

Picoli diz que o Brusque está ascendendo no cenário nacional do futebol. “Não adianta acelerar esse processo. O futebol tem algumas decepções, mas também traz retorno”, avalia.

Nesta temporada, novamente o clube disputa as três competições. Após um belo ano de 2017, o elenco e a comissão técnica têm a responsabilidade de levar o Bruscão a alçar voos mais altos.

O técnico afirma que o objetivo principal no estadual é chegar entre os quatro primeiros. “Ainda é cedo para falar de título”, pondera o comandante do quadricolor.

Copa do Brasil
O sorteio reservou ao Brusque o Ceará como adversário na primeira fase da copa. Ainda que não esteja entre os times mais renomados do país, o Vovô promete ser osso duro de roer.

Para Picoli, o sorteio pôs o rival mais complicado para o Brusque. O técnico avalia que o Ceará é um time de Série A, mas por não ser tão badalado, sofre menos pressão.

Essa “tranquilidade” – entre aspas mesmo – é um fator que joga a favor dos cearense, na avaliação do técnico do Brusque.

Caixa
“Envolve também a parte financeira do clube”, diz Picoli. O dinheiro da Copa do Brasil deu um belo reforço no caixa quadricolor em 2017.

Em 2018, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já anunciou que a premiação crescerá. Classificar-se significa o sucesso dentro e fora das quatro linhas, portanto.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio