Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Pinho Moreira assumirá governo do estado com pompa e elegância

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Pinho Moreira assumirá governo do estado com pompa e elegância

Raul Sartori

Pompa desnecessária
Raimundo Colombo transfere hoje, até 7 de abril, a chefia do Poder Executivo ao vice-governador, Eduardo Pinho Moreira. O que, nesses tempos bicudos, deveria se resumir a um ato simples, de gabinete, está se transformando numa cerimônia de pompa e circunstância, no Centro de Convenções Centrosul, em Florianópolis. Para o festival de bajulação acorrerão políticos de todas as procedências do estado, a maioria, evidentemente, com carro oficial e motorista, diárias para ambos, alimentação, hospedagem (e quem sabe até motel) pagos pelo otário de sempre, o contribuinte.

Fora!
O vice-governador Eduardo Pinho Moreira, que hoje assume o governo, fez valer uma determinação, tanto pessoal quanto política: que o PP, comandando pelo arqui-inimigo Esperidião Amin, saia imediatamente da aliança governista bancada até agora por Raimundo Colombo. Os progressistas estão no governo com o deputado Valmir Comin, secretário da pasta de Assistência Social.

Para o mundo
A deputada estadual Ana Paula Lima (PT) ficou muito feliz com o recado dado pelas escolas de samba do Rio de Janeiro, por denunciarem ao mundo o “golpe” contra Dilma Rousseff. Adorou o desempenho da Paraíso do Tuiuti, que levou para a Sapucaí o presidente vampiro, o manifestante fantoche, os paneleiros de camisa verde-amarela, a crítica ao retrocesso com a queima de carteiras de trabalho e o “Fora Temer”.

Lei desrespeitada
O deputado estadual Roberto Salum (PSD) promete prender o gerente do posto do Banco do Brasil na Assembleia Legislativa que, contrariando lei estadual, não aceita pagamentos de contas de água, energia e telefone.

Sonhos adiados
Quando morava em SC – em Blumenau e depois Florianópolis – Lurian, filha do ex-presidente Lula, mostrava desejo de tentar carreira política por aqui. Mas os planos não deram certo e ela se mudou para o Rio de Janeiro, onde o sonho foi reavivado, tanto por parte dela como da filha, Beatriz. Mas a possível prisão do pai e avô novamente deixou sem chão o desejo de se lançarem candidatas à Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa, respectivamente.

Boçal
Quem se dá ao trabalho de saber quem é Douglas Aguiar, milionário que foi filmado tendo seus pés lavados por garçons com garrafas (que custaram R$ 8 mil) de champanhe Veuve Cliquot, em casa noturna do balneário Jurerê Internacional, em Florianópolis, onde reside, consegue formar um perfil dele, de tantos episódios em que se meteu. Em quase todos deixa explícita a necessidade de mostrar que tem dinheiro. Dá um filme mas o roteirista certamente teria dificuldade de dar seu final.

Surpresa
O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, tapou a boca dos críticos de plantão que não estavam perdoando os tapumes em volta da histórica e até lendária Praça XV durante o Carnaval, sob justificativa de preservá-la de depredação durante a festa. Na quarta-feira de Cinzas Loureiro mandou tirar os tapumes e as exclamações foram gerais. Como que saída da cartola, viu-se uma nova praça, com novos jardins, flores, árvores podadas, nova iluminação, etc. O alcaide faturou muito bem.

Faça o que digo…
Antes de assumir a Secretaria de Estado da Segurança Pública, o professor e advogado Alceu de Oliveira Pinto Junior era uma presença constante em entrevistas e programas de rádio e TV onde fazia o papel de crítico na área onde agora é o chefe-mor em SC. Sempre defendeu que as forças de segurança fossem o mais desarmadas possível. No futebol, comentarista que vira técnico de time só conhece o fracasso. Será o mesmo na segurança? A conferir.

Desigual
Durante o lançamento da Campanha da Fraternidade, a ministra-presidente do Supremo Tribuna Federal, Cármen Lúcia, afirmou: “Voltar a amar o próximo e exercer a fraternidade, a solidariedade e o perdão é uma necessidade premente e urgente da sociedade atual”. Faltou dizer “igualdade”, substantivo feminino que o mundo da toga detesta ouvir.

Aquaponia
Relatado pelo senador Dário Berger (PMDB-SC) projeto de lei em tramitação no Senado estimula o uso da aquaponia, sistema de cultivo que une a criação de peixes com produção de plantas, que teriam concessão e renovação de outorga de uso de recursos hídricos, isenção de impostos e crédito rural com juros diferenciados. Perguntar não ofende: os ecochatos de bar, passeata e gabinete refrigerado vão deixar?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio