Polícia indicia novo suspeito por ataques a carro e micro-ônibus em Brusque

Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Brusque encerrou a investigação a respeito dos atentados na cidade. Adriano Santos Gross, suposto líder, permanece detido desde o dia 1º de março

Polícia indicia novo suspeito por ataques a carro e micro-ônibus em Brusque

Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Brusque encerrou a investigação a respeito dos atentados na cidade. Adriano Santos Gross, suposto líder, permanece detido desde o dia 1º de março

A Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Brusque encerrou a investigação sobre os incêndios em Brusque que fizeram parte da onda de atentados em Santa Catarina. 

Na quarta-feira, 10 de abril, o delegado Alex Bonfim Reis, indiciou ao Ministério Público (MP) o segundo suspeito do caso, Vinícius de Souza. 

No dia 1ª de março Adriano Santos Gross foi preso pela Polícia Civil, suspeito de ser o líder do ataque que incendiou um micro-ônibus estacionado nos fundos de um posto de gasolina no Centro e um automóvel no bairro Azambuja.

– O Adriano foi preso e irá responder pela posse de armas de fogo e pelo incêndio. Vinícius foi indiciado pelos incêndios, porque há indícios da participação dele. O paradeiro dele é desconhecido – explica.

De acordo com o delegado, Gross participou diretamente do ataque no Centro e teve participação no da Azambuja, já que os veículos utilizados são dele.

– A ele foi imputado a prática de um crime e prestação de auxílio a outro. O Vinícius foi indiciado pela participação nos dois ataques – declara Reis.


Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio