Prefeito Jonas Paegle critica falta de comprometimento de parte dos servidores públicos

Na primeira assembleia do ano do Grupia, prefeito e vice compartilham dificuldades e ações do mandato

Prefeito Jonas Paegle critica falta de comprometimento de parte dos servidores públicos

Na primeira assembleia do ano do Grupia, prefeito e vice compartilham dificuldades e ações do mandato

A falta de comprometimento de alguns servidores públicos municipais é o que tem mais preocupado o prefeito Jonas Paegle e o vice-prefeito Ari Vequi. Os dois participaram na manhã de ontem da primeira assembleia do ano do Grupo de Proteção da Infância e Adolescência (Grupia), na sala de reuniões da Associação Empresarial (Acibr). Entre o compartilhamento das ações, estratégias e responsabilidades do novo governo, Paegle lamentou o fato de alguns funcionários não trabalharem com tanto apreço.

O prefeito destacou também que assumiu o mandato com a prefeitura sucateada e desestruturada. Por isso, nos primeiros meses do ano, ele afirma que buscam dar um ‘Norte’ para poderem realizar os trabalhos da melhor maneira possível. “A gravidade dos problemas vem lá de trás e se não tomarmos providências agora, lá na frente teremos problemas ainda mais graves”.

O desleixo dos servidores também tem gerado desconforto aos governantes, como a má vontade em atender a população. Paegle exemplifica que tem funcionários que vão trabalhar de bermuda e chinelos para dirigirem ambulâncias, além de médicos em Unidades Básicas de Saúde (UBS) que atendem apenas dois pacientes por dia. “Não podemos aceitar isso. Precisamos dar nosso melhor para a população, atender de maneira precisa. Só que também não podemos ser ríspidos na hora de cobrar”, comenta.

Por isso, neste momento a prefeitura tem trabalhado a parte psicológica dos servidores municipais. De acordo com o prefeito, estão sendo feitas conversas e tomando medidas para ver a reação individual de cada funcionário. “Não podemos ser radicais e hiperativos, pois isso é contra o ser humano. Mas acredito que todos vão se ajustar a nossa administração, até porque a comunidade de Brusque precisa e merece isso”, garante.

O vice-prefeito ressaltou que este início de gestão está servindo para colocar a “casa em ordem”, e assim dar uma resposta mais rápida para a comunidade.

Também presente na assembleia do Grupia, o presidente do Fórum Sindical de Trabalhadores de Brusque e Região, João Decker, informa que todo funcionário contratado, seja estatutário ou não, tem horários de trabalho e obrigações a cumprir. “Não é porque é estatutário que pode fazer o que quer. Isso pode resultar em justa causa, pois se uma empresa pode aplicar a medida, a prefeitura também pode demitir por justa causa”, afirma.

Ele acrescenta que, como presidente do Fórum Sindical, defende o trabalhador, mas também não pode admitir que existam profissionais com má vontade de trabalhar. “O poder público não pode ficar a mercê dessas pessoas e eu sei que essas coisas destacadas pelo prefeito acontecem em Brusque, pois recebo reclamações de pessoas que não conseguem ser atendidas por médicos em postos de saúde”, frisa.

Valorizar a entidade

O prefeito também elogiou a iniciativa do Grupia e afirmou que a entidade possui o pensamento igual ao dos administradores do município.

“Precisamos ajustar a comunidade brusquense a um ideal cristão, de honestidade, de verdades e normalidade. Precisamos organizar para termos um progresso em todos os sentidos e nos tornarmos modelo no país”. Ele complementa que o município deveria ter mais entidades como o Grupia, para divulgar para a população o que é correto, especialmente quando se trata das questões das crianças e adolescentes.

Vequi lembra também do compromisso assumido por ele e pelo prefeito ainda durante a campanha, quando estiveram em uma assembleia do Grupia, em 2016, e garantiram que, se eleitos, estariam presentes no primeiro encontro do ano. “Além de honrarmos com nossa palavra, também estamos aqui para demonstrar ao Grupia a grande preocupação que a prefeitura tem com a população”, diz.

Ele garante ainda que continuará participando das assembleia, onde prestará contas dos serviços públicos ao Grupia e demais entidades de Brusque.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio