Prefeitura de Brusque desiste de participação na Olesc

Equipes interessadas em representar o município terão que custear a viagem e alimentação

Prefeitura de Brusque desiste de participação na Olesc

Equipes interessadas em representar o município terão que custear a viagem e alimentação

O esporte de base brusquense sofreu mais um golpe durante a semana. Em reunião com as entidades esportivas que representam o município na Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), a Fundação Municipal de Esportes (FME) anunciou que não poderá participar da tradicional competição poliesportiva estadual para as categorias inferiores.

Segundo o diretor da pasta, Ricardo Knabben, a decisão não foi fácil de se tomar. “É com pesar que fizemos esse anúncio, mas o calendário da Fesporte não colaborou. Eles mudaram a data da competição em cima da hora para um período ruim, no fim do ano, em que temos que deixar as contas da prefeitura em dia para a próxima gestão, portanto não teremos condições de contribuir com a as entidades”, diz. Para Knabben, faltou respeito por parte da Fesporte para com os atletas participantes. “Para eles tanto faz a nossa desistência, mas para nós é uma tristeza grande. Queríamos mandar nossos atletas, mas o calendário impossibilitou isso”, diz.

A participação das entidades, portanto, cabe a elas mesmas. “Deixamos livre a possibilidade de representar o município, mas as equipes terão que bancar a viagem e a alimentação”, completa Knabben. A posição da FME foi um divisor de águas. Já confirmaram a viagem as equipes de voleibol feminino, ginástica rítmica e natação. Outras equipes, como basquete e atletismo, deixaram a possibilidade em aberto, sendo que podem decidir até o dia 4 de novembro. Já o ciclismo definiu a desistência ainda nesta semana.

A Olesc é sediada em Caçador e será realizada entre os dias 16 e 21 de dezembro.

Ciclismo de fora após dez anos

Quem também ficou decepcionado com a mudança de calendário da Fesporte foi Eduardo Gohr, presidente e técnico da equipe de ciclismo Brucicle. Segundo ele, será a primeira vez que o ciclismo não terá representantes na competição de base nos últimos dez anos. “Não concordo com a maneira como a Fesporte vem tratando o desporto no estado, na minha opinião é um desrespeito com os atletas. Desde o ano passado eles vêm adiando competições, jogando pra lá e pra cá, e tudo o que se é organizado vai por água abaixo”, diz.

Conforme explica Gohr, a entidade estava pronta para enviar para Caçador atletas que trariam medalhas para Brusque. “Eles tinham claras chances de pódio, mas compreenderam a decisão. Como viemos fazendo sempre em dezembro, iremos participar de uma competição no Uruguai e não representaremos Brusque nessa Olesc”, termina.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio