Samae estuda modernizar sistema de hidrômetros em Brusque

Processo ainda está no início, mas já existem alguns aparelhos instalados no município

Samae estuda modernizar sistema de hidrômetros em Brusque

Processo ainda está no início, mas já existem alguns aparelhos instalados no município

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque trabalha na modernização do sistema de leituras e cobranças. O processo tem objetivo de reduzir perdas e aumentar a eficiência da autarquia.

De acordo com o diretor-presidente, Roberto Bolognini, o Betinho, desde 2016 foram instalados 171 hidrômetros ultrassônicos pela cidade. São mais modernos e têm mais precisão na medição.

“São hidrômetros mais caros”, afirma o diretor-presidente. Segundo ele, um hidrômetro ultrassônico custa em torno de R$ 600, por isso só é instalado em condomínios e empresas, onde compensa o custo-benefício. Um aparelho normal residencial custa de R$ 50 a R$ 60.

Betinho diz que a autarquia está trabalhando num processo de modernização. O primeiro passo será capacitar uma equipe de técnicos para lidar com ferramentas novas, como novos hidrômetros digitais que devem ser adquiridos.

O principal ganho com esse sistema é que os leituristas não precisam ir tantas vezes às residências. Tudo é feito pela internet e só em casos pontuais o deslocamento é necessário.

Segundo Betinho, outra vantagem é o diagnóstico mais correto de qual é a realidade do abastecimento na cidade. Por exemplo, os hidrômetros digitais registram exatamente, e em tempo real, pressão na rede, desligamentos e outros fatores que influem no planejamento estratégico do Samae.

Menos perdas
“Vamos investir na redução de perdas. Temos como exemplo o Japão, que tem perdas de 3%. Nossas perdas são muito grandes”, avalia Betinho. Segundo ele, o foco é em “gestão” para combater os desperdícios.

Betinho afirma que trabalha neste momento na modernização da autarquia. De acordo com ele, o Samae foi mal gerido por anos, por isso está com métodos atrasados.

O diretor-presidente da autarquia de abastecimento d’água tem participado de capacitações em municípios catarinenses através do Projeto de Redução de Perdas e Eficiência Energética no Abastecimento de Água (ProEESA). O ProEESA é realizado em parceria pelos governos do Brasil e da Alemanha.

Segundo ele, com base no que tem sido repassado neste programa será feito o planejamento da autarquia. O próximo passo é a contratação de uma equipe de técnicos para capacitar os servidores do Samae.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio