Seis trabalhos artísticos inéditos são apresentados em Guabiruba

Salão Cristo Rei ficou lotado para conhecer os projetos executados em 2016

Seis trabalhos artísticos inéditos são apresentados em Guabiruba

Salão Cristo Rei ficou lotado para conhecer os projetos executados em 2016

A cultura guabirubense esteve em festa na quarta-feira, 15, com a apresentação dos seis trabalhos inéditos contemplados com o IV Edital do Fundo Municipal de Apoio à Cultura, que em 2016 destinou R$ 65 mil para fomentar as manifestações artísticas do município. Os projetos selecionados no ano passado foram executados no decorrer dos últimos 12 meses e o resultado a comunidade conheceu no Salão Cristo Rei, no Centro, que ficou lotado durante as apresentações na noite de ontem.

O público descobriu as Histórias à Brasileira de Emiliano de Souza, que presenteou a plateia com o conto O Homem que Não Tinha Sorte. Em seguida, a atriz Jenifer Schlindwein mostrou como o espetáculo teatral A Ilha Deserta percorreu os bairros do município abordando os “sonhos desabados”, uma busca desesperada pela liberdade.

A Múmia Elf em Quadrinhos virou livro lançado por Álvaro Huber de Souza e Mario Ulisses Huber Lopes, que deram um aperitivo em vídeo do que o leitor encontrará ao folhear as páginas da obra.

Depois de ter seu primeiro livro, Boa Noite ao Tempo, publicado com o auxílio do Fundo Municipal de Apoio à Cultura, a escritora Méroli Habitzreuter lançou sua segunda obra: Spleen, com 39 poesias retratando amores e (des)amores, expectativas e frustrações. Já Mayara Riffel e Aline Thaís Siegel publicaram o livro Conhecendo a História e a Cultura de Guabiruba, tendo em vista a preservação da história e cultura de nossa cidade.

Fechando as apresentações da noite, o maestro Sidinei Ernane Baron, revelou o resultado do projeto Die Zeit – Canções do Cotidiano: o primeiro CD da Banda Das Lebenslied e GlockenChor, um marco na trajetória dos grupos que por mais conhecidos que sejam, dão um passo importante na divulgação e valorização musical folclóricas. O público pode apreciar as canções, que fecharam o lançamento e apresentação dos outros projetos contemplados com o IV Fundo Municipal de Apoio à Cultura em uma noite de festa para artistas, familiares e para a cultura guabirubense.

Marcaram presença no encontro o vice-prefeito Valmir Zirke, o vereador Paulo Ricardo Gums, representando o Poder Legislativo, a superintendente da Fundação Cultural, Jucilene Regina Schmidt e a presidente do Conselho Municipal de Cultura, Aledusa Seibert, além dos vereadores Rosita Kohler e Felipe Eilert dos Santos.

O vice-prefeito destacou o talento cultural dos guabirubenses e a importância do Poder Público fomentar e auxiliar os artistas da cidade a executar suas obras. “É um momento muito gratificante para nós enquanto administração municipal poder possibilitar esse incentivo e para nós enquanto guabirubenses ver o potencial artístico dos nossos artistas”, ressaltou.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio