Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

TCE-SC votará criação de novo escritório da PGE, que pode criar festival de nepotismo cruzado

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

TCE-SC votará criação de novo escritório da PGE, que pode criar festival de nepotismo cruzado

Raul Sartori

Mais nepotismo
O Tribunal de Contas do Estado está para votar processo normativo que amplia sua estrutura com a criação de um escritório da Procuradoria Geral do Estado (PGE) vinculado ao gabinete da presidência. Isso permite trazer funcionários de outros órgãos, cargos comissionados e assessorias. O Sindicato dos Auditores Fiscais de Controle Externo do TCE-SC se opõe. Diz que além do aumento de custos, politiza o órgão com cargos comissionados escolhidos por conselheiros, que são ex-deputados. Em nota, só não disse o que qualquer poste sabe: que a exemplo dos 462 cargos comissionados aprovados para o Judiciário há poucos dias, esse é também, embora não se saiba maiores detalhes, um novo trem da alegria, que vai dar lugar a mais um festival de nepotismo cruzado.

Imitação
A longa história da corrupção no Brasil tem desde sempre a roubalheira em seus trocentos capítulos quando se trata dos chamados fundos de investimento regionais, como o Finor (no norte do país), FNDE (Nordeste), Finam (Amazônia) e FCO (do centro-oeste). Nunca se aventou algo parecido para a região sul. Mas eis que no início da semana lideranças empresariais de SC, Paraná e Rio Grande do Sul reforçaram uma mobilização pela criação de um, para viabilizar recursos voltados ao desenvolvimento do Sul. No ano passado a União repassou R$ 33 bilhões para aqueles fundos, dos quais R$ 7,5 bilhões espantosamente não utilizados. Se for para ser igual a aqueles, que, por favor, poupem o contribuinte de mais este afano em seu bolso.

Rádio poste
A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado aprovou projeto de lei da Câmara que denomina “Carlos Joffre do Amaral” o elevado da BR-282, com acesso pela Avenida Luiz de Camões, em Lages. “Seu Joffre”, como ficou conhecido, foi o criador de um serviço de alto-falantes instalado em um poste no centro de Lages, chamado de “A Voz da Cidade”, sistema que deu origem à primeira rádio da região, a Clube, em 1947.

Oscar da política
Dois deputados federais do MDB de SC – Mauro Mariani e Rogério Peninha Mendonça – foram anunciados ontem que estão selecionados para o Prêmio Congresso em Foco 2018, conhecido como o “Oscar da Política Brasileira”. O prêmio foi criado para estimular a cidadania a acompanhar o desempenho individual dos deputados e senadores, de modo a reconhecer quem se destaca positivamente. Para isso, apenas os parlamentares que não respondem a nenhum tipo de processo judicial podem participar da votação.

Quer
Ao contrário de várias outras cidades de SC, Tubarão não faz óbices ao projeto de construção, que deve iniciar logo por parte da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, de um novo presídio, para mulheres.

A conta
A Câmara dos Deputados aprovou na noite de anteontem projeto que isenta a tarifa de energia para cerca de 8 milhões de brasileiros. Em razão disso a conta vai subir em 5%. Demagogia. Que tal propor leis que punam vigorosamente os “gatos” (furtos de energia)?

Midiático
O polêmico telejornalista Roberto Salum, que busca uma das duas vagas para o Senado pelo PMN de SC, diz não ter dinheiro para bancar sua campanha. Por isso projeta um engajamento forte nas redes sociais. Garante que sua página no Facebook atingiu mais de 2 milhões de acessos nos últimos 15 dias.

Sem mistura
A política é a arte de engolir sapos. Se tudo se encaminhar como se prevê, o presidente do PSD de SC, o ex-deputado Paulo Bornhausen, vai ter que deglutir um sapo-boi. É que seu partido deve aprovar, em âmbito nacional, apoio a Ciro Gomes (PDT), junto com o PT. É do pai de Paulo, Jorge Bornhausen, a célebre afirmação de que o PT é “uma praga”.

Droga guardada
Quem combate drogas festeja decisão da ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça, para quem o crime de tráfico de entorpecentes na modalidade de guarda é do tipo permanente, cuja consumação se prolonga no tempo; como consequência, é permitida a realização da prisão em flagrante no interior da residência onde está o entorpecente, inclusive no período noturno, independentemente de mandado judicial. A jurisprudência se consolidou ao ser indeferido por ela pedido de revogação da prisão de um homem que apontava ilegalidade na conduta dos policiais que teriam entrado à força em seu domicílio durante a noite, sem autorização judicial, em ação que resultou na descoberta de drogas no local.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio