Técnico de equipe brusquense é convocado para seleção catarinense

Além de Vladimir Neubuser, sete atletas da Abel foram pré-selecionados e treinam para o Brasileiro de Seleções, em novembro

  • Por Redação
  • 15:00
  • Atualizado às 9:37

Técnico de equipe brusquense é convocado para seleção catarinense

Além de Vladimir Neubuser, sete atletas da Abel foram pré-selecionados e treinam para o Brasileiro de Seleções, em novembro

  • Por Redação
  • 15:00
  • Atualizado às 9:37
  • +A-A

O resultado de quatro anos de dedicação e esforço chegou para a equipe Infantil masculina da Associação Brusquense de Esporte e Lazer (Abel). O treinador Vladimir Neubuser foi convocado para comandar a equipe Sub-16 da Seleção Catarinense de Voleibol no Campeonato Brasileiro de Seleções, em Saquarema (RJ). Junto com o técnico, sete atletas da Abel foram pré-convocados em uma lista que conta com 32 atletas.

Técnico e os sete atletas pré-convocados participaram do título da Taça Mercosul neste ano: Cristóvão Vieira
Técnico e os sete atletas pré-convocados participaram do título da Taça Mercosul neste ano: Cristóvão Vieira

As primeiras atividades do grupo catarinense serão em Brusque, onde Neubuser terá a missão de reduzir o elenco para 16 atletas. Próximo do evento, realizado em novembro, apenas 12 jogadores seguem com a delegação que lutará pelo título da competição.

Do início ao reconhecimento

Técnico de vôlei por 11 anos na Sociedade Bandeirante, Neubuser foi convidado pela Abel para integrar o quadro de técnicos do elenco feminino. No entanto, com a chegada de uma comissão ainda maior voltada para o treino das jovens, ele aceitou o desafio de preparar uma equipe de garotos. “O vôlei masculino estava morto em Brusque. Tivemos que fazer tudo do zero, situação que foi bem difícil no começo”, explica.
Há quatro anos, o técnico contava com praticamente o mesmo grupo que hoje atua na categoria Infantil. A melhoria nas condições de trabalho dos atletas foi um fator fundamental, como explica o comandante. “A Abel foi conseguindo uma estrutura melhor, e com o apoio do Colégio Cultura nós podemos evoluir”.
Para chamarem a atenção do vôlei masculino no estado, os atletas tiveram que suar a camisa nos treinamentos. São entre 2h e 2h30 diárias de trabalho entre quadra e academia, mas eles colherem os frutos disso. Foram títulos regionais, como o da Associação Esportiva do Vale do Itajaí (Aevi), Campeonato de Iniciantes em 2014, e um título nesta temporada que acendeu o alerta na Federação Catarinense de Vôlei: a Taça Mercosul, contra equipes do Brasil e de outros países da América do Sul.


2

 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio