Tenista brusquense de oito anos disputará competição internacional

Cauã Cléo Milani Damasceno participa do torneio, em Porto Alegre, a partir de sexta-feira, 18

  • Por Redação
  • 15:30
  • Atualizado às 11:09

Tenista brusquense de oito anos disputará competição internacional

Cauã Cléo Milani Damasceno participa do torneio, em Porto Alegre, a partir de sexta-feira, 18

  • Por Redação
  • 15:30
  • Atualizado às 11:09
  • +A-A
No ano passado, o brusquense conquistou o título do Campeonato Citadino de Tênis de Brusque / Foto:  Divulgação
No ano passado, o brusquense conquistou o título do Campeonato Citadino de Tênis de Brusque / Foto:  Divulgação

O tenista brusquense Cauã Cléo Milani Damasceno, de oito anos, viaja hoje ao Rio Grande do Sul para participar de sua primeira competição internacional. Trata-se da 33ª Copa Gerdau, campeonato juvenil realizado na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre, dos dias 12 a 20 deste mês.

Eleito um dos melhores torneios infanto-juvenil internacional realizado no país, a Copa Gerdau reúne anualmente tenistas de pelo menos 30 países. Neste ano, Cauã representará o Brasil por meio da Sociedade Esportiva Bandeirantes, clube no qual treina desde os cinco anos de idade.

Treinador do tenista brusquense, Léo Fernando Facchini conta que Cauã conseguiu se classificar para o torneio devido às atuações nos campeonatos disputados em Santa Catarina. Embora não tenha conquista títulos estaduais, a performance do atleta garantiu a participação na Copa Gerdau.

“A nível estadual, não há categorias de apenas oito anos. Os meninos de oito anos entram na categoria de atletas que têm até 10 anos. E no tênis, um ano de experiência faz muita diferença. O tenista mais velho sempre tem mais vantagem, mas ainda assim o Cauã consegue se mostrar bastante competitivo nas competições e consegue se destacar”, diz.

Diferente dos torneios do estado, a Copa Gerdau, segundo Facchini, terá a categoria para atletas de até oito anos. Para essa modalidade, a previsão é de que cerca de 12 tenistas disputem o torneio.

“O Cauã vai poder competir apenas com atletas da mesma idade. Então, ele não entrará com desvantagem. Nós já conversamos sobre isso e a expectativa é grande para as atuações dele. Ele está treinando com bastante motivação, de 3 a 4 horas por dia. E pra mim, como técnico, é uma satisfação enorme ver ele participando de um torneio como esse”, afirma Facchini.

Neste ano, Cauã será o único atleta de Santa Catarina a participar da categoria sub-8. O brusquense estreia nessa sexta-feira, 18, contra o gaúcho Guilherme Barbieri Renner. Os jogos são eliminatórios e, para chegar a final, o tenista terá de disputar até quatro partidas. Em paralelo aos jogos individuais, Cauã também disputará o torneio em duplas. As duplas, no entanto, serão formadas apenas durante a Copa.

Início

O brusquense de oito anos começou a jogar tênis aos cinco. De acordo com o pai, Jhonatan Damasceno, Cauã gostava de acompanhar partidas pela televisão e pessoalmente antes mesmo de ingressar na escolinha da Sociedade Esportiva Bandeirante.

“Ele é esportista, gosta de todo o tipo de esporte. Mas tênis é o favorito. Logo que ele começou no Bandeirante, o Léo já pediu para ele fazer um treinamento mais específico e separado fora do horário da escolinha”, conta.

Ainda segundo o pai do menino, Cauã pretende seguir na carreira e tem, como espelho, o tenista catarinense Gustavo Kuerten, o Guga.

Outros atletas

Em anos anteriores ao da participação de Cauã, outros seis tenistas da Sociedade Esportiva Bandeirante também disputaram a competição e chegaram às finais: Andreza Belli, Andressa Bornschein, Mariel Maffezzolli, Ana Baran, André Baran e João Vitor Walendowsky.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio