Conteúdo exclusivo para assinantes

Valor médio do almoço nos restaurantes de Brusque é de R$ 46 o quilo

Pesquisa do jornal O Município mostra o quanto se gasta para comer fora de casa

Valor médio do almoço nos restaurantes de Brusque é de R$ 46 o quilo

Pesquisa do jornal O Município mostra o quanto se gasta para comer fora de casa

Levantamento realizado por O Município mostra que a média de preço de um almoço em Brusque, em restaurantes que cobram por quilo, é de R$ 46. Já o prato livre sai por, em média, R$ 26.

Em Brusque, foram procurados 17 restaurantes de autosserviço, localizados em vários bairros da cidade, que cobram por quilo e/ou preço fixo (livre).

Dentre eles, 13 aceitam pelo menos um tipo de auxílio refeição como pagamento, e oito tiveram seus preços reajustados no último ano. Grande parte dos restaurantes oferece sobremesa como cortesia, mas a bebida costuma ser cobrada à parte.

Segundo Larissa Fuzon, proprietária do restaurante Fuzon, no Centro, a razão do reajuste no valor cobrado do consumidor foi o aumento aplicado aos preços dos fornecedores. “No ano passado, estávamos com dificuldades, por isso aumentamos o preço do buffet.” O motivo da alteração no valor do quilo e do prato livre é unânime entre os restaurantes que fizeram o reajuste e o repasse aos clientes.

O proprietário do restaurante Panelaço, Henrique Fuechter, explica que, em seu estabelecimento, os preços do quilo variam de acordo com a alta e a baixa temporada. “A alta temporada, de agosto até março, é uma época que tem muitos turistas aqui na região de Brusque.”

Segundo ele, é feita uma alteração no valor cobrado em relação aos preços da baixa temporada. “Com esse pequeno aumento, conseguimos nos manter. O preço da alta temporada já é mais alto, então não sofre reajuste. O valor cobrado na baixa, mais barato, é alterado conforme o reajuste nos preços dos produtos, como as carnes, os refrigerantes. Todo ano, eles aumentam o preço, e aí temos que repassar isso para os clientes”, pontua.

O restaurante do Sesc foi o único dos estabelecimentos que registrou queda no preço do quilo. Antes, para quem não possui a carteirinha do Sesc (comerciários e conveniados), o valor era de R$ 40 o quilo. Agora, esse preço caiu para R$ 23,90 para os usuários – ou seja, comunidade em geral -, como forma de incentivar o público a almoçar no Sesc.

Confira os preços dos restaurantes de Brusque

Pesquisa nacional
Desde 2003, o levantamento Preço Médio da Refeição pesquisa os valores de uma refeição completa em restaurantes e lanchonetes de diversas cidades do Brasil. Os estabelecimentos procurados pelo Datafolha, instituto que realiza a pesquisa, são aqueles que aceitam auxílio refeição como forma de pagamento. A verificação dos preços é uma das referências para o reajuste do benefício.

O levantamento realizado por encomenda da Associação Brasileira das Empresas de Benefício ao Trabalhador (ABBT) pesquisa os preços de restaurantes de 51 cidades do Brasil. Dentre elas, estão três municípios catarinenses: Florianópolis, Joinville e Blumenau.

Assim como em 2017, a pesquisa referente ao ano passado apontou Florianópolis como a cidade mais cara para comer fora de casa. O preço médio de uma refeição completa – incluindo o prato, bebida não alcoólica, sobremesa e café – na capital do estado é de R$ 40,85.

O valor médio de um almoço em Blumenau é de R$ 37,81, e, em Joinville, de R$ 33,29. Os números do Datafolha são resultado da média de preços das quatro modalidades de refeição – autosserviço, comercial, executivo e a la carte.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio