Zoobotânico de Brusque recebe Ouriço Cacheiro pela primeira vez

Após ser pego por morador, filhote foi levado ao berçário do parque

Zoobotânico de Brusque recebe Ouriço Cacheiro pela primeira vez

Após ser pego por morador, filhote foi levado ao berçário do parque

O parque Zoobotânico de Brusque recebeu um novo morador. Desde o fim de junho, abriga um filhote de Ouriço Cacheiro, espécie inédita no local. Ele possui cerca de dois meses e é conhecido principalmente pelos seus espinhos compridos.

O animal chegou com apenas 15 dias de vida, trazido por meio da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) de Brusque. Um morador encontrou o bichinho atravessando rua do bairro Limeira e entregou ao órgão. Ele ainda não pode receber visitas.

A bióloga e coordenadora de Educação Ambiental do Zoobotânico, Carla Molleri, explica que o ouriço pertence à espécie Coendou prehensilis. É um animal arborícolas, ou seja, cuja vida se dá principalmente nas árvores, de hábitos noturnos e tem o dorso do corpo coberto por espinhos compridos de cor amarelo-acastanhados, com as extremidades escurecidas.

O ouriço é pequeno e chega a pesar no máximo dois quilos. Sua alimentação é basicamente de invertebrados e frutas e, embora seus espinhos sirvam como defesa contra predadores, ele não consegue lançá-los.

Carla afirma que o animal é encontrado com frequência na região e, infelizmente, é uma espécie comumente vítima de caçadores. Ele nasce com os pelos macios e, conforme crescem, são substituídos por espinhos que, na verdade, são pelos modificados.

Quando chegou no zoobotânico, ouriço era nutrido com apenas leite
Zoobotânico/Divulgação

Atualmente, segundo a bióloga, o animal está no berçário, sem contato com os visitantes. Apenas poucas pessoas capacitadas cuidam e alimentam ele. Quando chegou, era nutrido apenas com leite. Hoje, algumas frutas já são introduzidas em sua dieta.

Quanto aos cuidados, Carla diz que o ouriço está “respondendo muito bem”. Os principais problemas são relacionados ao frio, por isso ele está sempre bem aquecido.

Visitação
Neste momento os profissionais do Zoobotânico preparam o recinto, dentro das normas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para abrigar o ouriço corretamente. Somente quando ele não necessitar mais de cuidados especiais e estiver desmamado, será permitida a visitação do público. Assim que possível, o parque comunicará a comunidade sobre a novidade.

Conheça o animal

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio