Antiga e atual administração do Hospital Azambuja participam de primeira reunião

Mitra e Prefeitura de Brusque discutiram o futuro da instituição

Antiga e atual administração do Hospital Azambuja participam de primeira reunião

Mitra e Prefeitura de Brusque discutiram o futuro da instituição

A indefinição sobre quem irá administrar o Hospital Azambuja a partir de 1º de janeiro de 2014, quando termina o decreto de intervenção da Prefeitura de Brusque, prossegue. Em reunião realizada ontem, diretores da Mitra Arquidiocesana, dona do hospital, discutiram pontos financeiros da instituição com os gestores nomeados pela administração municipal.

O advogado da antiga diretoria, Paulo Piva, afirma que a reunião foi solicitada para que a Mitra tomasse conhecimento da situação financeira do Azambuja. “Temos informações de alguns números, inclusive da própria auditoria contratada pela prefeitura, de que a dívida do hospital aumentou em R$ 2 milhões de julho a setembro”, disse.

Com isso, a gestão anterior quer explicações da prefeitura, e uma nova reunião deverá ser marcada para a próxima semana. “A negociação não teve evolução significativa, ainda dependemos de esclarecimento de alguns pontos, mas o clima está bem harmonioso. O advogado garante, no entanto, que a gestão da prefeitura não deve continuar em 2014. “A princípio, o que se previu está mantido: em 1º de janeiro, nós vamos ter que voltar”, afirma.
A reportagem do MDD tentou contatar o prefeito Paulo Eccel na quarta-feira, 11 de dezembro, mas não foi possível a realização de entrevista até fechamento da edição.

>> Leia matéria completa na edição desta quinta-feira, 12 de dezembro, do Jornal Município Dia a Dia


Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio