Árvores quebradas por vândalo no bairro Guabiruba Sul voltam a crescer

Não foi necessário replantar as mudas, como havia sido informado anteriormente pela Secretaria de Meio Ambiente

Árvores quebradas por vândalo no bairro Guabiruba Sul voltam a crescer

Não foi necessário replantar as mudas, como havia sido informado anteriormente pela Secretaria de Meio Ambiente

O responsável por quebrar 17 árvores na rua Guabiruba Sul, em Guabiruba, ainda não foi identificado. O ato de vandalismo aconteceu no dia 19 de janeiro. Mesmo com as imagens fornecidas à Polícia Civil para investigação, a qualidade dos vídeos não é muito boa, o que dificulta no reconhecimento do autor.

Com a destruição das mudas, foi feita uma avaliação das árvores para verificar a necessidade de replantar as que foram prejudicadas. No entanto, a Secretaria de Meio Ambiente constatou que o clima foi propício para o crescimento das plantas. A secretária Bruna Eli Ebele informou que não foi preciso trocar as mudas, como foi planejado anteriormente pela pasta.

As mudas eram recém plantadas e foram quebradas na altura de 1,2 metro, onde ficava a copa. Segundo Bruna, isso provavelmente facilitou para que elas brotassem novamente. Se o vandalismo acontecesse durante o inverno seria mais complicado para que elas crescessem, pois a muda é de uma árvore florida, a Extremosa.

Acredita-se que as mudas quebradas não vão demorar muito para se desenvolver até a chegada do inverno. Além disso, em certa época do ano são realizadas as podas das árvores para que a copa não atrapalhe a fiação. “Em um ano já estará no mesmo padrão das outras”, revela.

A secretária afirma que uma sugestão para punir o responsável é o trabalho voluntário em prol da estética da cidade. Ela afirma que no pé das árvores são plantadas pequenas flores que precisam de manutenção. Para a cidade, seria útil ter alguém para cuidar das pequenas plantas.

Vigia dos moradores
Depois do ocorrido, os moradores da rua Guabiruba Sul passaram a prestar ainda mais atenção nas árvores. Conforme explica a secretária, quando eles escutam o barulho de um galho quebrando, correm para varanda para conferir se não estão vandalizando novamente.

Eles consideram as árvores importantes tanto para a estética da rua quando da própria casa, o que se torna um incentivo para estarem sempre em alerta. Bruna vê com bons olhos a atitude da população local.

Os moradores também tiveram um papel muito importante para que a investigação fosse iniciada. Eles disponibilizaram as imagens das câmeras de monitoramento das próprias casas e o material foi encaminhado à Polícia. Até o momento, a secretaria não recebeu outra denúncia de vandalismo de árvores na cidade.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio