Brusque não deverá perder efetivo para Operação Veraneio

Estado deverá utilizar policiais militares e civis recém-formados para atuarem no litoral a partir de 15 de dezembro

Brusque não deverá perder efetivo para Operação Veraneio

Estado deverá utilizar policiais militares e civis recém-formados para atuarem no litoral a partir de 15 de dezembro

Como todos os anos, os órgãos da Segurança Pública do estado se integram para atuarem na Operação Veraneio, com o objetivo de reforçar o atendimento aos municípios que recebem visitantes no verão, especialmente no litoral.

Neste ano, a ação de monitoramento inicia em 15 de dezembro e pretende abranger 34 cidades, com 167 locais monitorados, entre praias, represas ou estâncias hidrominerais. Para o período, os efetivos serão reforçados, mas desta vez, Brusque não deverá remanejar policiais Civil e Militar e bombeiros para atuarem no litoral.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Brusque, tenente Hugo Manfrin Dallossi, afirma a princípio nenhum bombeiro será remanejado. “Apoiaremos apenas em relação à operação nas represas de Rio dos Cedros, com um bombeiro durante alguns dias do verão”.

Ele explica que a ação ocorrerá no município do Vale do Itajaí por pertencer à área do 3º Batalhão de Bombeiros Militar, em Blumenau, ao qual Brusque é subordinado.

Na Polícia Militar, até o momento não há solicitação de realocação de profissionais. O comandante do 18º Batalhão da PM, tenente-coronel Moacir Gomes Ribeiro, acredita que não será necessário ceder policiais. “Acredito que o comando-geral utilizará os novos soldados que se formam no começo de dezembro, antes mesmo de distribuir para os batalhões”.

Os novos agentes da Polícia Civil, que se formaram na segunda-feira, 27, devem começar a trabalhar em suas lotações, nas 30 delegacias regionais e diretorias de polícia em 15 dias, por conta, justamente, do início da Operação Veraneio.

A previsão do estado é que nesta temporada atuem temporariamente cerca de 1,4 mil guarda-vidas civis e sejam movimentados outros 200 bombeiros militares.

No policiamento, além do reforço com os novos soldados e agentes recém-formados, a Diretoria de Integração da Secretaria de Estado de Segurança Pública trabalha em parceria com a província de Misiones, na Argentina, e o Ministério das Relações Exteriores. A iniciativa prevê a participação de policiais argentinos em operações nas cidades de Florianópolis e Balneário Camboriú.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio