Brusque conta com quatro empresários na diretoria da Fiesc

Gestão 2018-2021 foi empossada nesta sexta-feira, em Florianópolis

Brusque conta com quatro empresários na diretoria da Fiesc

Gestão 2018-2021 foi empossada nesta sexta-feira, em Florianópolis

A chapa eleita para a gestão de 2018-2021 da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) evidencia o prestígio de Brusque. São quatro empresários do município, contando a 2ª Tesoureira Rita Cássia Conti.

Brusque tem importância história para Fiesc. A composição da chapa é um quebra-cabeça para o presidente, para contemplar o estado inteiro com representatividade.

Veja também:
Empresária de Brusque é a primeira mulher na diretoria da Fiesc

Inspirada no modelo alemão, prefeitura testará confecção de calçadas com asfalto

Como o Parque Zoobotânico de Brusque protege seus animais do frio

Os nomes em postos-chave demonstra que a cidade que tem a 12ª maior população de Santa Catarina tem status no meio industrial. Os outros três nomes que integram a chapa são: Ingo Fischer, vice-presidente regional do Vale do Itajaí-Mirim; Marcus Schlösser, diretor; e Ademir Pereira, conselheiro do Sesi.

Vice-presidência
Presidente da Irmãos Fischer, Ingo Fischer foi reeleito para a vice-presidência regional. Mas a história dele com a Fiesc começa em 1974, ano em que ajudou na fundação do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Brusque (Simmebr).

Fischer buscou a filiação do sindicato patronal à Fiesc, com o objetivo de qualificar a mão de obra. Na época, junto com Carlos Cid Renaux, fez um esforço para que o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) atendesse a demanda.

“Com isto busquei apoio para a construção da primeira escola mecânica do Senai”, comenta. O envolvimento só cresceu e de 1980 a 2005 Fischer foi conselheiro do Sistema Fiesc/Sesi/Senai.

Em 2014, o empresário assumiu a vice-presidência regional. Ele cita como conquista a quadra poliesportiva do Senai inaugurada semana passada e os resultados da Câmara da Educação, que já são expressivos.

“Sinto-me honrado em continuar como vice-presidente desta regional da Fiesc, pois ainda temos muitos projetos para dar continuidade”, diz o vice-presidente reeleito.

Para Fischer, o associativismo beneficia todos. “A união é primordial para a organização das classes, uma decisão tomada em conjunto certamente terá mais peso do que uma busca individual”.

Representatividade
Marcus Schlösser avalia que ter quatro nomes de Brusque na Fiesc é o reconhecimento da importância da cidade para a indústria estadual.

“Para Brusque é uma deferência, sinto-me grato e honrado em merecer essa confiança para poder dar continuidade ao trabalho desenvolvido na federação”, declara.

Eleito diretor, Schlösser participa da Fiesc desde abril de 1990, após a morte de seu pai. Como presidente do Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem Brusque e Itajaí (Sifitec), participou do conselho de representantes. Foi também conselheiro do Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

Conselheiro do Sesi, Ademir Pereira considera que a representação brusquense se converte em benefícios para todos, inclusive, empregados. O empresário cita como exemplos os diversos serviços oferecidos pela federação por meio do Sistema S.

Veja também:
Advogado brusquense é pré-candidato à presidência da OAB-SC

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Governo promete presídio novo para Blumenau, mas entrega puxadinho

“Fazer parte da Fiesc é muito importante para os empresários de Brusque porque sempre conseguimos trazer algo para a cidade. A Fiesc tem participação muito ativa em todos os setores da economia. Nas reuniões, há muitas ideias e serviços”, declara o conselheiro.

A história de Pereira na federação das indústrias também começou há pouco mais de dez anos. Ele passou a participar das reuniões quando assumiu a presidência do Sindicato da Indústria da Construção e do Mobiliário de Brusque (Sinduscon).

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio