Conteúdo exclusivo para assinantes

Campeã do Grand Prix, Rosamaria aproveita folga e visita Nova Trento

Atleta retornou à terra natal após a conquista pela Seleção Brasileira principal

Campeã do Grand Prix, Rosamaria aproveita folga e visita Nova Trento

Atleta retornou à terra natal após a conquista pela Seleção Brasileira principal

O breve período de folga da atleta Rosamaria Montibeller foi aproveitado em Nova Trento, sua cidade natal. Na última semana a jogadora de vôlei recebeu o carinho dos conterrâneos, já que foi a primeira vez que ela voltou após a muito celebrada conquista do Grand Prix pela principal Seleção Brasileira de Voleibol, na China.

Rosamaria aproveitou também para visitar o projeto o qual iniciou sua trajetória, hoje consagrada. A neotrentina conversou com outras jovens que também – assim como aconteceu com ela um dia – sonham em chegar à seleção. Além disso, ela palestrou para alunos do Colégio de Aplicação da Univali (CAU) e distribuiu autógrafos.

Na última sexta-feira, 15, a semana de férias de Rosamaria chegou ao fim e ela já se reapresentou ao Minas Tênis Clube, o time que representa. Antes disso, falou com O Município sobre a receptividade da região e a conquista do principal título de sua carreira profissional.

O Município: Durante as partidas do Grand Prix, Nova Trento parava para acompanhar o seu desempenho. Você sentiu o carinho da comunidade neste seu retorno?

Rosamaria Montibeller: Sim, foi muito bacana. Sempre que chego aqui sou muito bem recebida. Muita gente acompanhou, as pessoas me pararam na rua, muitas delas eu nem conhecia. Voltar para casa é um conforto muito grande.

Atleta distribuiu autógrafos para atletas do projeto Voleibol Nova Trento. Foto: Divulgação

O Município: E como foi reencontrar o projeto, com a coordenadora Vandelina Tomasoni, a Vandeca, que foi responsável também pelo seu início no vôlei?

Rosamaria: Eu sempre passo lá para conversar com as meninas. Muitas delas já me conheciam, e eu brinco que elas já devem estar enjoadas de mim. Na verdade eu procuro ajudar e motivar da melhor maneira estas novas gerações de atletas, explicando que eu passei pelos mesmos passos que elas estão passando.

O Município: A seleção chegou a ser contestada, e por pouco não foi eliminada antecipadamente. Como foi pra você a recepção destas críticas?

Rosamaria: Nós tivemos muitas críticas, e é normal, a seleção está passando por uma fase de renovação, mas acho que faltou paciência. Cada um tem o seu tempo, e estávamos em um período de aprendizado que felizmente conseguimos colocar em prática. Sei que podemos melhorar muito, mas nossos resultados foram incontestáveis.

O Município: A conquista do título internacional com a seleção principal pode ser considerada um divisor de águas na sua carreira?

Rosamaria: Sim, é totalmente diferente de tudo que conquistei até aqui. A ficha ainda não caiu. Quando eu venho pra cá e recebo todo este carinho, é o momento que percebo a grandeza do que conqusitamos. Espero que seja o primeiro de muitos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio