Consumidores sentem aumento na conta de luz em função das altas temperaturas

Nem o horário de verão foi capaz de reduzir a fatura dos brusquenses durante a onda de calor registrada nas últimas semanas

Consumidores sentem aumento na conta de luz em função das altas temperaturas

Nem o horário de verão foi capaz de reduzir a fatura dos brusquenses durante a onda de calor registrada nas últimas semanas

O consumidor já começou a sentir no bolso os efeitos do calorão das últimas semanas. As altas temperaturas registradas na região refletiram diretamente na conta de luz dos brusquenses.

Nem o horário de verão, que tem como principal objetivo a redução do consumo da energia elétrica, foi capaz de segurar o alto consumo registrado nos últimos dias com as temperaturas beirando os 40ºC.

Na casa do projetista Rodrigo Correa Sansão, a diferença na conta de luz de um mês para o outro foi de quase 100%. “Costumávamos pagar de R$ 70 a R$ 90 de luz, mas esse mês a fatura veio R$ 189”, diz.

Para ele, o aumento na conta está diretamente ligado ao consumo maior. “Nas últimas semanas, usamos o ar-condicionado todos os dias. Além disso, instalamos mais um aparelho na sala. Com todo o calor que estava fazendo, os hábitos acabaram mudando, e influenciaram na conta”, afirma.

A proprietária de um café no Centro de Brusque também vai pagar mais pela energia elétrica neste mês. Em janeiro, a conta ficou em R$ 1.029; já a fatura deste mês pulou para R$ 1.307, uma diferença de 27% de um mês para o outro. “Realmente fomos além do consumo. A sala aqui é grande, precisa de dois aparelhos de ar-condicionado para refrigerar, e mesmo assim, muitos dias o ar não dava conta. Os eletrodomésticos também consomem mais, principalmente a geladeira”, diz.

Não foi só no trabalho que a empresária sentiu o aumento. Em casa, a conta também aumentou. “Em casa eu pagava uma média de R$ 60, agora foi para R$ 102. Antes o ar-condicionado não ficava ligado direto, ventilador também eu nem ligava. Agora, nos últimos dias, ficava tudo ligado”, afirma.

Vilão da conta

O principal vilão da conta de luz dos brusquenses neste verão foi o ar-condicionado. Nos dias de muito calor, era comum entrar em ambientes com o aparelho ligado nos 20ºC ou até mesmo 16ºC. Apesar de refrescar, deixar o ar-condicionado ligado em temperaturas baixas não é o ideal.

“O ar-condicionado deve ficar ligado nos 24ºC. É uma temperatura que não passa frio e nem calor. De acordo com a temperatura do nosso corpo, essa é a ideal. Tem gente que coloca o aparelho nos 17ºC, e só desperdiça energia”, diz o técnico em refrigeração, Joaci Matias.


>> A matéria completa está disponível na edição do jornal Município Dia a Dia de 17 de fevereiro

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio