Dupla brusquense tenta título em campeonato sul-brasileiro de Caratê

Caratecas Hendrielly de Souza e Elivan da Silva Almeida tentam se classificar para etapa nacional

Dupla brusquense tenta título em campeonato sul-brasileiro de Caratê

Caratecas Hendrielly de Souza e Elivan da Silva Almeida tentam se classificar para etapa nacional

A dupla Elivan da Silva Almeida e Hendrielly de Souza representa Brusque na 1ª Etapa do Campeonato Sul-Brasileiro de Karatê. A competição, organizada pela Confederação Brasileira de Karatê (CBK), começa amanhã e tem previsão de encerramento para o domingo. Os atletas chegaram hoje em Foz do Iguaçu, sede do evento. O Sul-Brasileiro serve como classificatória para a etapa nacional da competição.

Estreia nacional
Elivan Almeida disputa pela primeira vez uma etapa de competição interestadual. Isso, no entanto, não faz com que o atleta deixe de ser promessa de medalhas no Paraná. Desde 2013, o carateca vem se destacando no cenário estadual. Há dois anos, faturou bronze nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), realizado em Blumenau. No ano passado, novamente surpreendeu ao faturar, desta vez, a medalha de prata nos Jasc.

A competição serviu também como uma experiência mais ampla para Almeida, como explica o técnico da Associação Brusquense de Karatê, Moacir Marques. “São contratados muitos atletas de fora para os Jasc, e isso valoriza ainda mais as medalhas conquistadas por ele”. Com os resultados nas competições do ano passado, o brusquense terminou o ano como o segundo colocado no ranking geral catarinense, o que o credenciou para participar do Sul-Brasileiro. A vantagem de Almeida, segundo o técnico, é a agilidade do carateca, apesar da condição de sua categoria. “Ele é pesado, mas tem velocidade. Isso é raro em um atleta, e ele precisa explorar essa vantagem”, comenta o técnico.

Apesar disso, o brusquense, que vai lutar pela medalha de ouro da categoria Sênior, peso acima de 84 quilos, confessa que não está na sua melhor forma. “Não me sinto 100%, mas vou lutar para me classificar para a etapa nacional e treinar mais durante o ano”, diz. Se conseguir ficar entre os primeiros três colocados da categoria, Almeida se credencia para estrear em um evento considerado nacional de caratê.

Defesa do título
Mais nova do que Almeida, porém mais experiente no Sul-Brasileiro de Caratê, Hendrielly tenta repetir o grande feito do ano passado na competição. A jovem atleta é a atual campeã da categoria abaixo de 12 anos, com o peso até 40 quilos. Este ano, no entanto, o desafio é maior. Hendrielly subiu de categoria e enfrentará atletas até 13 anos, 40 quilos.

Colecionadora de medalhas, a brusquense já está de olho na etapa nacional de novembro. No ano passado, Hendrielly teve tudo para conquistar o título brasileiro da categoria, mas erros simples afastaram a medalha da carateca, que terminou na quinta posição. Dedicada a melhorar seu desempenho, ela adota um discurso otimista visando a competição nacional que será realizada em novembro na cidade de Joinville. “Vou tentar dar o meu melhor e aprender com os erros nas lutas do ano passado”, diz.

 

A competição
Apesar de receber este nome, o Campeonato Sul-Brasileiro contará com a presença de atletas de seis estados. Além dos estados sulistas, caratecas do Ceará, São Paulo e Mato Grosso do Sul participam da etapa em Foz. Isso acontece porque a CBK realiza disputas regionais divididas em cinco grupos e alguns estados foram realocados para que houvesse equilíbrio nestas divisões.

A competição é separada em duas etapas, sendo a primeira regional e a segunda nacional. Os três primeiros colocados em cada categoria, entre os cinco grupos divididos, se credenciam para a etapa final. De acordo com o calendário da CBK, a segunda fase, que envolve atletas do Brasil inteiro, será em Joinville, no mês de novembro.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio