Duplicação da Antônio Heil inicia na segunda-feira

Informação é do secretário Jones Bosio, que recebeu a confirmação do governo do estado sobre o início dos trabalhos no trecho de Itajaí

Duplicação da Antônio Heil inicia na segunda-feira

Informação é do secretário Jones Bosio, que recebeu a confirmação do governo do estado sobre o início dos trabalhos no trecho de Itajaí

O Consórcio Triunfo/Compasa, empresa responsável pela obra de duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486), no trecho que corresponde a Itajaí, iniciará o trabalho com as máquinas nesta segunda-feira, 23.
A informação é do secretário de Desenvolvimento Regional, Jones Bosio, que recebeu ontem a confirmação do governo do estado sobre a data de início da tão esperada obra. “As máquinas começam a trabalhar na rodovia na segunda-feira”, garante.

De acordo com Bosio, inicialmente a empresa está autorizada a mexer em dois quilômetros da rodovia. “Partindo do km 0, que é a partir da BR-101, a obra começa do km 7 ao km 9, com corte de árvores e vegetação, escavação e terraplanagem”, diz.

Com o início do trabalho na rodovia, chega ao fim uma novela marcada por questões burocráticas. Na semana passada, o Município Dia a Dia noticiou que as obras no maior trecho da rodovia Antônio Heil – que liga Brusque a Itajaí – estavam travadas devido à burocracia.

O secretário afirma que o entrave com a Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fatma), que estava realizando um estudo ambiental sobre as espécies de pássaros existentes na região – um dos motivos para o atraso no início das obras -, foi resolvido em partes. “Não podemos dizer que o entrave foi totalmente resolvido, porque pode ser que 10 km pra frente tenha outro problema. Hoje, autorizado para obra, estão os km 7 ao km 9, nesse trecho podemos fazer tudo”, destaca.

Bosio ressalta que o mais importante é o início da obra. Segundo ele, os demais trechos serão liberados com o passar do tempo. “O que estamos brigando, pedindo, implorando aqui na regional é que comece a obra. No tempo que fazemos esses dois quilômetros, poderemos ter mais trechos liberados e estamos muito contentes com isso. Foi conversado com a empresa, eles fizeram um plano de trabalho e agora a obra começa sem interrupção. Quando concluirmos esses dois quilômetros poderemos mexer nos outros trechos”, diz.

Segundo o secretário, a negociação com a Autopista Litoral Sul, concessionária que administra a BR-101, também caminha para a solução. Concessionária e governo do estado não estavam se entendendo sobre de quem seria a responsabilidade de administração e manutenção do trecho onde será construída uma nova interseção, no ponto de encontro da Antônio Heil com a BR-101. “O problema com a Autopista Litoral Sul também está praticamente vencido”, afirma.

O principal entrave, segundo ele, continua sendo as desapropriações. “Os valores não estão fechando, mas pelo menos neste trecho liberado, tudo está certo. Não vamos precisar esperar tudo ser resolvido para iniciar a obra”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio