Ex-jogadores do Palmeiras participam de confraternização em Brusque

Evento em chacará no bairro Santa Luzia contou com cerca de 200 torcedores da região

Ex-jogadores do Palmeiras participam de confraternização em Brusque

Evento em chacará no bairro Santa Luzia contou com cerca de 200 torcedores da região

O sábado (9) foi especial para cerca de 200 brusquenses e demais moradores do Vale do Itajaí. Pela sétima vez, eles tiveram a oportunidade de estar ao lado de ícones da história do clube de coração: o Palmeiras. 
Foi na Chacará Ogliori, localizada no bairro Santa Luzia, que mais uma vez admiradores do alviverde paulista puderam compartilhar histórias sobre a paixão pelo clube e conhecer referências que já vestiram o manto alviverde. 

Depois de Ademir da Guia, Leivinha, César Maluco, Toninho Quintino, Beto Fuscão, Agnaldo, Zinho, Evair, entre outros, foi a vez do ex-goleiro Velloso comparecer ao encontro “Amigos do Verdão”, realizado anualmente em Brusque. “É muito gratificante estar aqui e receber todo o carinho desse torcedor em Santa Catarina. Algo que eu não esperava. Ser convidado para uma confraternização dessa e, depois de muito tempo, ainda ter esse reconhecimento”, disse um dos maiores arqueiros da história da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Velloso foi o principal astro da festa realizada pelos brusquenses. Com muito entusiasmo, atendeu gentilmente a todos os fãs. Concedeu autógrafos e se envolveu como se fosse apenas mais um entre as dezenas de torcedores. “Quando a gente participa de eventos como esse, começa a ter uma dimensão realmente do que significou fazer parte da história do Palmeiras”, comenta. “É uma forma de se aproximar mais do torcedor. Enquanto atleta a gente não tem essas oportunidades. Acho que, pós-carreira, a gente começa a conhecer mais fora do clube”.

Além de Velloso, também esteve presente novamente no encontro o ex-atacante Toninho Quintino, que jogou pelo clube de 1976 a 1979. Catarinense, de Florianópolis, com passagens por Avaí e Figueirense no início de carreira, hoje ele comanda um projeto social para crianças carentes na capital. É o sexto ano que o ex-atleta marca presença na confraternização.

“Isso aqui é a minha segunda casa, não apenas uma torcida. É uma família maravilhosa, que trata a gente com tanto carinho que a gente pensa: – porque não é assim num estádio de futebol. É esse tipo de torcedor que temos aqui em Brusque e região”.

O encontro
Segundo um dos idealizadores do encontro, Fabrício Ogliari, tudo começou em forma de brincadeira, até que o número de torcedores envolvidos foi crescendo e a iniciativa tomou grandes proporções.
“Era uma brincadeira, de fato. E a gente viu como foi gostoso e divertido e pensou porque não fazer algo maior e melhor até para aproximar ex-jogadores. É gratificante receber esses ídolos, para eles conhecerem Brusque e mostrar que o Palmeiras também tem torcedores aqui”, comenta.

Natural do estado de São Paulo, Matheus Obeidi veio para Brusque há nove anos e viu na confraternização a oportunidade de não se afastar do clube de coração. Ele, que se considera um palmeirense fanático, comenta que chegava a gastar todo seu dinheiro com o time paulista antes de se mudar à cidade catarinense. Atualmente, ajuda o grupo cuidando das redes sociais e fazendo o trabalho de recrutamento e interação com novos torcedores da região.

“Quando vim para cá senti que o pessoal torcia mais devagar. Preferia os times do Rio de Janeiro ou de São Paulo. Comecei a ir nos bares e fui vendo que os torcedores do Palmeiras aqui em Brusque tem uma paixão muito grande. Logo após descobri a festa  e, a partir do segundo ano, me prontifiquei a ajudar”, declara.

A expectativa dos torcedores palmeirenses é fazer uma grande confraternização no ano que vem, quando o alviverde paulista comemora o seu centenário. Vários contatos com ex-atletas já foram iniciados. A principal expectativa é trazer o goleiro Marcos. 

“Este ano, ele não pode por uma questão de patrocinadores, que não o permitem participar de eventos como esse. Mas, para o ano que vem, não haverá mais esse impedimento. Nosso objetivo é trazer jogadores desde a década de 70 para fazer uma grande festa”, finaliza Obeidi.

Quem quiser conhecer mais ou ter contato com o grupo Amigos do Verdão pode ter informações através do site oficial ou por meio da fan page Amigos do Verdão, no facebook.
Confira a reportagem completa na edição impressa do MDD desta segunda-feira (11), e acompanhe a entrevista exclusiva com o goleiro Velloso, um dos melhores arqueiros da história do clube palmeirense.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio