Flamengo sofre gol nos acréscimos e está eliminado da Libertadores

Rubro-negro contou também com a vitória do Atlético-PR contra o Universidad (CHI) para a eliminação

  • Por Cristóvão Vieira
  • 0:00
  • Atualizado às 17:37

Flamengo sofre gol nos acréscimos e está eliminado da Libertadores

Rubro-negro contou também com a vitória do Atlético-PR contra o Universidad (CHI) para a eliminação

  • Por Cristóvão Vieira
  • 0:00
  • Atualizado às 17:37
  • +A-A

 

Fim da linha para o Flamengo na Copa Libertadores. Com uma campanha péssima fora de casa na competição – três jogos e três derrotas – o time se despediu precocemente, ainda na fase de grupos. A derrota para o San Lorenzo (ARG) por 2 a 1, com requintes de crueldade e gol nos acréscimos, foi o ponto final na história do time dentro da Liberta em 2017.

A eliminação também se deve pela classificação do Atlético-PR. O time paranaense conseguiu uma virada em jogo impressionante, contra o Universidad (CHI) pelo placar de 3 a 2, e isso também tirou o Fla da área de classificação.

Dois tempos distintos
Conhecendo a pressão pelo gol, o Fla tratou de marcar na primeira metade da etapa inicial Rodinei, sempre ele, abriu o placar no Nuevo Gasômetro. Depois de bate e rebate na área, a bola sobrou com o camisa 2 que chutou bonito de primeira e marcou um golaço. O rubro-negro manteve o placar assim até o final.

Mas aí o time da Gávea caiu de produção, contente com o resultado e esquecendo que enfrentava uma equipe cascuda. Aos 29 minutos do segundo tempo, Angeleri marcou o gol de empate, dando sobrevida aos argentinos. Mais um gol e o San Lorenzo estaria classificado. Quando parecia que o rubro-negro seguraria o resultado, eis que ais aos 47 minutos do segundo tempo Belluschi coloca a pá de cal após chute canhoto. Foi o último suspiro antes do apito final.

Lanús (ARG) 1×2 Chapecoense
Em jogo de muita pressão por estar fora da área de classificação, a Chapecoense foi corajosa e o prêmio por isso foi um gol aos 23 do primeiro tempo. Após roubada, o Verdão do Oeste fez boa trama pela esquerda, Arthur cruzou na medida e Wellington Paulista deu uma casquinha no contrapé do goleiro, marcando. Mas o próprio autor do gol virou vilão, ao ser expulso e ceder um pênalti por colocar a mão na bola dentro da área. José Sand marcou. Mesmo com um a menos, o time catarinense conseguiu o gol da vitória com Luiz Otávio e segue viva na Liberta.

Universidad (CHI) 2×3 Atlético-PR
Foi mais um jogo de tirar o fôlego do torcedor rubro-negro. Só a vitória interessava ao Furacão, mas os chilenos saíram na frente com Santiago Silva. Eduardo da Silva tratou de empatar e dar esperanças ao time paranaense. Douglas Coutinho, aos 37 do segundo tempo, marcou o gol da virada, mas aos 39 minutos o banho de água fria foi jogado por Noir, que marcou o gol de empate. Só que com espírito de Libertadores, Carlos Alberto marcou o gol da vitória e classificação do Furacão.

The Strongest (BOL) 1×1 Santos
O Peixe conquistou uma classificação antecipada e heroica na Bolívia. Mesmo jogando com um a menos durante 70 minutos, a equipe conseguiu o empate que foi suficiente para garantir o acesso às oitavas de final. Bruno Henrique foi expulso no começo do jogo, e Chumacero aproveitou a vantagem numérica para abrir o placar. Mas Vitor Bueno marcou o gol da classificação do Santos.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
+